Vila Viçosa: Está a nascer um projeto que pretende dinamizar a Laranja de Pardais como a “Melhor do mundo”

Carlos Filipe Laranja de Pardais

Está a nascer no concelho de Vila Viçosa, no distrito de Évora, um projeto que pretende reativar a economia em torno da Laranja de Pardais.

Neste sentido, o Centro de Estudos de Cultura, História, Artes e Patrimónios (CECHAP) estabeleceu um protocolo com a Junta de Freguesia de Pardais, no âmbito de uma proposta de projeto para a sustentabilidade, classificação e salvaguarda do Património Natural, Paisagístico e Económico do pomar “As Melhores Laranjas do Mundo” daquela freguesia.

ODigital.pt foi perceber um pouco melhor este projeto e falou com Carlos Filipe, do CECHAP que começou por dizer que “é um projeto que está ainda muito embrião, pois está a ser preparada uma equipa pluridisciplinar para tratar o Pomar das Laranjeiras de Pardais”.

O Investigador explicou que “o projeto tem como cognome ‘As Melhores Laranjas do Mundo’, esta que era uma atribuição que popularmente era transmitida”, acrescentando que “partir da coordenação de um grande especialista das questões da fruta, o professor Leonel Fadigas, da Faculdade de Arquitetura de Lisboa, que é simultaneamente membro do Conselho Científico do CECHAP, demonstrou vontade e disponibilidade de coordenar uma equipa que, para além dos historiadores, também tem homens da geografia e outros engenheiros das diversas especialidades”.

Procura-se com este projeto “conhecer o território do ponto de vista da história, com aquelas quintas de recreio e que hoje temos noção eram quintas de recreio sobretudo de altos funcionários dedicados à corte dos Braganças e que, deixaram ali uma tradição secular”, indica Carlos Filipe.

Esclareceu ainda o responsável que “a equipa está a constituir-se e está a começar a reunir fontes de informação e parceiros para depois se delinear negociações para um projeto que possa vir a valorizar a sustentabilidade daqueles pomares, a manutenção daquelas quintas, com aptidão para que possa ser uma parte económica da freguesia de Pardais.”

Carlos Filipe acredita que “há um potencial forte para futuros jovens e para futuros casais que se queiram dedicar parte da sua vida aos citrinos”, acrescentando ainda que “a Junta de Freguesia de Pardais está muito empenhada em ajudar os proprietários daquelas quintas, desenvolvendo inclusivamente um trabalho fundamental para poder alimentar os pomares que é a água, ou seja, é um trabalho de hidráulica. Acreditamos que as laranjas de Pardais são as melhores laranjas do mundo”.

Sobre as entidades envolvidas neste projeto, Carlos Filipe refere que “nesta primeira fase, é uma parceria entre o CECHAP a Universidade de Évora, a Faculdade de Arquitetura de Lisboa e uma universidade de Espanha. Para além daquilo que já está acordado com a Junta de Freguesia, com Direção Regional de Agricultura e também com a Universidade do Algarve, que é a entidade que também tem dedicado muito do seu saber sobre as laranjas”.