Daniel Mestre vence 4ª Etapa e Rafael Silva veste Amarelo

4 etapa volta ao alentejo

Daniel Mestre (W52-FC Porto) venceu em Castelo de Vide, mas a Camisola Amarela Sociedade Ponto Verde é de Rafael Silva (Antarte-Feirense) na 4ª etapa da 38ª Volta ao Alentejo.

Rápida e movimentada a quarta etapa da 38ª Volta ao Alentejo (a primeira de duas este sábado) não desiludiu e viu um ciclista da casa vencer. Daniel Mestre (W52-FC Porto), alentejano, ganhou em Castelo de Vide, enquanto o colega José Neves conquistou virtualmente a Camisola Preta E-Redes, a da montanha. Na geral houve uma mudança de líder. Rafael Silva (Antarte-Feirense) vai partir para o contrarrelógio desta tarde com a Camisola Amarela Sociedade Ponto Verde.

Nos 85 quilómetros entre Monforte e Castelo de Vide, o pelotão não permitiu fugas até à primeira das três subidas categorizadas. César Martingil (Atum General-Tavira-Maria Nova Hotel) e Bruno Silva (Antarte-Feirense) ainda se atreveram e passaram em primeiro na meta volante, em Arronches. Mas depois foram apanhados e só na subida do Cabeço do Mouro, de segunda categoria, a ação começou realmente. José Neves (W52-FC Porto) e o uruguaio Maurício Moreira (Efapel) destacaram-se e foram juntos também na subida de Monte Paleiros (terceira categoria) e Senhora da Penha (terceira). O campeão nacional português dedicou-se a vencer os três prémios da montanha. Agora só tem de terminar amanhã a Alentejana para ser o rei da montanha.

Ambos acabariam por ser apanhados já muito perto da meta e do grupo que discutiu a vitória, Daniel Mestre era um forte candidato, até porque a chegada era em ligeira subida. No final não escondeu a felicidade por ter vencido no seu Alentejo e nesta histórica corrida.

Rafael Silva foi quinto classificado e com o antigo líder, Iúri Leitão (Tavfer-Measindot-Mortágua) a perder mais de 15 minutos, o atleta da Antarte-Feirense vai partir de amarelo no contrarrelógio da tarde. No entanto, tem o mesmo tempo que mais seis ciclistas, sendo que há vários corredores estão a dois, 12 ou 17 segundos, por exemplo.

Iúri Leitão manteve a Camisola Verde Crédito Agrícola, com Pedro Lopes (Kelly-Simoldes-UDO) a assumir a liderança da juventude (Camisola Branca FGil.pt). A Kern Pharma subiu ao primeiro lugar da classificação por equipas.

No contrarrelógio da tarde, Fábio Fernandes (Fortunna-Maia) abrirá a etapa às 16 horas, com o top 10 a arrancar às 17:49, com João Matias (Louletano-Loulé Concelho). Dois minutos separarão os dez melhores (antes será apenas um), com Rafael Silva a partir às 18:07.