Autárquicas: Movimento independente em Montemor-o-Novo candidata Caetana Serôdio

Caetana Serôdio Montemor-o-Novo

Caetana Serôdio é candidata à Câmara Municipal de Montemor-o-Novo pelo Movimento Independente “Montemor-o-Vivo).

Licenciada em História de Arte e a trabalhar na área da tipografia, Caetana Serôdio é a candidata do movimento Montemor-o-Vivo à Câmara de Montemor-o-Novo (Évora), nestas autárquicas, indicou hoje fonte do grupo de cidadãos.

Fonte do movimento independente explicou que o nome da cabeça de lista, de 35 anos, “foi tirado à sorte”, já que esta candidatura “assenta na democracia participativa e rotativa”.

“A tiragem à sorte foi apenas feita porque o processo eleitoral obriga a ter cabeças de lista à câmara e à assembleia municipal”, mas “esse momento serve também para combater oligarquias políticas”, disse.

Natural de Tomar (Santarém), mas a morar em Montemor-o-Novo, Caetana Serôdio é licenciada em História de Arte pela Universidade Nova de Lisboa e trabalha atualmente na área da tipografia.

O Montemor-o-Vivo assume-se, na sua página na Internet, consultada pela Lusa, como “um movimento cidadão que, graças ao apoio de cerca de 450 habitantes do concelho”, formalizou a candidatura à câmara deste concelho alentejano, como Grupo de Cidadãos Eleitores (GCE).

“Nos últimos dois meses, temos desenvolvido propostas para o concelho através de um processo participativo. Agora queremos levá-las aos órgãos do poder local”, pode ler-se.

De acordo com a fonte do movimento contactada pela Lusa, a candidatura reúne um conjunto de pessoas que mora em Montemor-o-Novo e que “apresenta uma alternativa ao modelo de gestão do concelho”.

“Faz-nos falta uma democracia participativa, que permita ouvir as pessoas e reaproximá-las do processo político, da tomada de decisão e da gestão da realidade social partilhada”, defendeu.

Para o movimento, “não faz falta apenas outro político que venha gerir o mesmo modelo, que é ineficaz e está a falhar em todo o lado, não só em Montemor, mas em Portugal e na Europa”.

“O nosso foco foi o de construir propostas de uma maneira coletiva”, de forma a que “as pessoas se sintam ouvidas”, para depois “chegar a soluções que são o resultado dessa construção participativa”, frisou.

Ambiente, economia, educação e cultura, participação local e habitação são as áreas para as quais o movimento “desenhou” propostas no seu programa eleitoral.

O atual executivo municipal de Montemor-o-Novo, presidido por Hortênsia Menino (CDU), que não se recandidata, é composto por quatro eleitos da CDU e três do PS.

Nas autárquicas do próximo dia 26, além de Caetana Serôdio, os outros candidatos à câmara são António Romeiras (CDU), Olímpio Galvão (PS), António Pinto Xavier (CDS-PP/PSD) e João Perdigão (Chega).