Vinhos: Herdade das Servas lança dois reservas

Vinhos Herdade das Servas

A marca alentejana Herdade das Servas lançou, esta semana dois reservas das colheitas de 2016 e de 2018.

Apesar do ano de 2020 ter catapultado a Herdade das Servas para um registo diferente, os seus proprietários foram obrigados a viver entre os modos “pausa” e “devagar”. Passará a dar tempo ao tempo, encarando-o como um elemento necessário para que tudo passe e fique melhor. Uma filosofia que encaixa na perfeição nos projectos vínicos dos irmãos Carlos e Luís Serrano Mira – proprietários da Herdade das Servas, em Estremoz, e da Casa da Tapada, em Amares, na região dos Vinhos Verdes. Testemunhas de mais de treze gerações ligadas ao vinho, convidam os enófilos a (Reserva)r tempo para uma dupla de vinhos a condizer.

Relativamente aos vinhos agora lançados, da colheita de 2016, o produtor introduziu no mercado um tinto reserva, tendo por base a casta Alicante Bouschet, à qual se junta a Cabernet Sauvignon (35%), Alfrocheiro (10%) e Aragonez (5%).

O reserva branco, da colheita de 2018, é produzido à base da casta ao Arinto (50%), complementada pela Alvarinho e pela Verdelho, juntando-se Cabernet Sauvignon (35%), Alfrocheiro (10%) e Aragonez (5%).