Vila Viçosa: Homem sofre ferimentos graves “numa pedreira com 120 ou 140 metros de profundidade”

Acidentado helitransprotado

Um homem, de 56 anos, ficou gravemente ferido na sequência de um acidente de trabalho numa pedreira do concelho de Vila Viçosa, no distrito de Évora, esta terça-feira,

O acidente ocorreu cerca das 10h40, no fundo de uma pedreira localizada na freguesia de Pardais, no concelho de Vila Viçosa.

Em declarações aos Jornalistas, o Comandante dos Bombeiros de Vila Viçosa, Nuno Pinheiro, começa por explicar que “tivemos um acidente qual resultou um sinistrado grave, no fundo de uma pedreira, no qual após avaliação precisámos de ajuda diferenciada”, acrescentando que “após a ajuda diferenciada no local, chamou-se o VMER, que estabilizou a vítima no local e posteriormente foi acionado meio aéreo para fazer transporte para o Hospital de São José, em Lisboa.”

Nuno Pinheiro indicou que “a vítima estava a trabalhar no fundo da pedreira, onde os bombeiros foram e fizeram a estabilização da mesma, depois teve de se a retirar do fundo até cá acima, onde na ambulância se fez as observações mais específicas, nas quais se detetaram situações muito graves.”

Já sobre as lesões o Comandante dos Bombeiros refere que são lesões ao nível “lombar e de vértebras, pode ter mais algumas lesões graves.”

Já sobre a perigosidade da região, com um grande número de pedreiras, Nuno Pinheiro salienta que nesta “zona, grande parte da indústria é toda em pedreiras, portanto, várias vezes temos destes incidentes e que requerem alguma preocupação” e neste caso “estamos a falar de uma pedreira com 120 ou 140 metros de profundidade e, portanto, todos os nossos operacionais estão preparados e têm formação adequada para fazer uma primeira avaliação e um primeiro socorro.”

Para este acidente foi acionado o Helicóptero do INEM, sedeado em Loulé, que poisou no heliporto do quartel dos Bombeiros de Vila Viçosa, explicando o comandante que “na própria pedreira verificou-se a necessidade de muito oxigénio para ter a vítima estável, sendo que ainda tivemos hipótese de ir para o campo de futebol de Pardais, mas como o médico da VMER entendeu que tinha de lhe administrar uma grande dose de oxigénio, decidiu transportá-lo aqui para o quartel e o helicóptero veio para aqui, sendo a primeira vez que este equipamento é utilizado nestas situações”.

De referi que nesta ocorrências estiveram empenhados os operações dos Bombeiros de Vila Viçosa, a VMER de Évora e ainda a SIV de Elvas, bem como a Guarda Nacional Republicana.