Vila Viçosa: Caso do encerramento da estrada enviado para o Presidente da República e para o Governo

Estrada de Bencatel

O encerramento de uma estrada e o condicionamento de outra no concelho de Vila Viçosa continua a dar que falar.

Esta quinta-feira, a Câmara Municipal de Vila Viçosa volta a vir a público para se pronunciar sobre a situação, depois de uma reunião da Comissão Municipal de Proteção Civil de Vila Viçosa.

Nesta reunião, foi analisada a decisão da Infraestruturas de Portugal, IP, de interrupção ao trânsito ao Km 3+000 da EN254, entre Vila Viçosa e Bencatel, e a interdição ao tráfego pesado ao Km 10+800 da EN255, entre Vila Viçosa e Pardais.

Após a análise de toda a situação e dos constrangimentos provocados pelas decisões da Infraestruturas de Portugal, foi aprovada a seguinte tomada de posição:

1 – Lamentar a apresentação da decisão da Infraestruturas de Portugal, IP, de interrupção ao trânsito ao Km 3+000 da EN254, entre Vila Viçosa e Bencatel, e interdição ao tráfego pesado ao Km 10+800 da EN255, entre Vila Viçosa e Pardais, como um facto consumado, sem mostrar alternativas adequadas, o que se reveste de graves prejuízos sociais para as populações e económicos para as empresas do concelho e da região.

2 – Contestar a decisão tomada pela Infraestruturas de Portugal, IP, por reduzir significativamente o grau de resposta dos meios de socorro em caso de eventuais ocorrências de doenças ou de sinistro, por multiplicar a distância a percorrer entre a sede de concelho e as freguesias de Pardais e de Bencatel.

3 – Exigir que a Infraestruturas de Portugal, IP encontre rapidamente as soluções e alternativas para que a circulação rodoviária entre Vila Viçosa e Bencatel seja efetuada com elevados índices de segurança e na distância mais curta, mantendo os níveis de proximidade atual.

4 – Solicitar à Infraestruturas de Portugal, IP que preste esclarecimento relativo às informações/pareceres que conduziram à tomada de decisão de interrupção do trânsito ao Km 3+000 da EN254, entre Vila Viçosa e Bencatel, e interdição do tráfego pesado ao Km 10+800 da EN255, entre Vila Viçosa e Pardais.

5 – Enviar esta tomada de posição da CMPC para a Infraestruturas de Portugal, IP, para a Presidência da República, para o Primeiro-ministro, os órgãos governamentais da tutela, para os Grupos Parlamentares da Assembleia da República, para as Câmaras Municipais e respetivas Assembleias Municipais de Alandroal, Borba e Redondo, para os órgãos de comunicação social.