Vidigueira: Centro Interpretativo do Vinho de Talha será inaugurado no Dia de São Martinho

Centro Interpretativo do Vinho de Talha

O Centro Interpretativo do Vinho de Talha (CIVT) vai abrir as portas ao público no próximo dia 11 de novembro, Dia de São Martinho, como espaço de interpretação, de difusão científica e tecnológica e de divulgação do património imaterial relacionado com o saber-fazer daquele produto ancestral.

Este novo equipamento municipal, situado na freguesia de Vila de Frades, concelho de Vidigueira, “pretende transmitir aos visitantes as memórias, as vivências e as experiências relacionadas com o vinho de talha e com as gentes que ciclicamente fizeram chegar esta tradição aos dias de hoje”, refere a Câmara Municipal da Vidigueira em comunicado.

A Autarquia explica que “a criação do CIVT surgiu da necessidade de preservar este saber-fazer ancestral que, desde a ocupação do território pelos romanos, certificado pelos achados arqueológicos das ruínas romanas de São Cucufate, e até à atualidade, se manteve vivo, norteado pela simplicidade de recursos técnicos utilizados, mas cujo saber e sabor distingue e caracteriza o néctar único produzido artesanalmente em recipientes de barro, as talhas.”

O discurso expositivo do CIVT integra as seguintes áreas: o Território, a História Milenar (São Cucufate), a Cultura da Vinha, o Processo do Vinho na Adega e a Taberna. Através delas foi criada uma narrativa, com índole cronológico e sequencial, que permite percorrer todo o ciclo, do campo ao vinho, dos romanos à atualidade. Para aceder a esta narrativa é utilizada tecnologia de realidade aumentada, a qual cria um layer digital invisível de conteúdos acessíveis por intermédio de tablets dispostos ao longo do percurso. Uma voz-off, acompanhada das animações que surgem sobre as ilustrações, conta a história e fornece informação ao visitante. Já na adega, junto à taberna, onde o olhar vislumbra a vinha no exterior, uma grande mesa central convida ao convívio através de um filme dedicado à temática. Comparativamente às qualidades de um vinho, o centro despertará sentidos, sendo o visitante convidado a descobrir cheiros e aromas, os sons da vinha, as paisagens do concelho de Vidigueira, os provérbios e o cante que, em conjunto, formam a alma do vinho de talha.