UNITATE elegeu Corpos Gerentes e anuncia para 2022 projetos para o Alentejo

Unitate

A UNITATE – Associação de Desenvolvimento da Economia Social, IPSS de âmbito nacional e com sede em Vila Viçosa, fundada em Outubro de 2013, focada no desenvolvimento da Economia Social em Portugal, elegeu, recentemente, em Assembleia Geral Eleitoral, por unanimidade, os seus Corpos Gerentes para o próximo Quadriénio (2022-2025).

No ato eleitoral realizado foram, conforme previsto nos Estatutos da Instituição, designados os membros da Mesa da Assembleia Geral, da Direção e do Conselho Fiscal, sendo a sua nova composição a seguinte:

MESA DA ASSEMBLEIA GERAL

– Presidente: Ricardo Emanuel Mamede Cardoso

– Secretário: Gonçalo José Simões de Almeida

– Secretário: Beatriz Rosado Amaro Godinho

DIREÇÃO

– Presidente: Tiago José Mendes Abalroado

– Vice-Presidente: Márcia Filipa Aresta Gaisita

– Secretário: Teresa Miguel Rosado Eusébio

– Tesoureiro: Carlos Alberto Batista Elias

– Vogal: Miguel José Avó Aires Teixeira

CONSELHO FISCAL

– Presidente: Ruben Miguel Alegrias Ribeiro

– Vogal: Maria Manuela Redôlho Silvério Barreiros

– Vogal: Lavínia Maria Almeida Bacalhau Ribeiro

Em comunicado, o presidente da Direção da UNITATE revela que “o Plano Estratégico desenhado e apresentado pela nova Direção assume como foco, por um lado, a continuação da aposta da UNITATE na criação de vias de concertação entre as IPSS de Portugal, quer por meio da partilha de recursos quer através da capacitação dos seus profissionais, e, por outro, o desenvolvimento de respostas e iniciativas de ação social no território segundo metodologias de intervenção especializadas, centradas nas efetivas necessidades dos cidadãos (designadamente nas áreas da infância e juventude, da população adulta e da família e comunidade).”

Acrescenta ainda Tiago Abalroado que “em termos de projetos concretos, ao nível da capacitação do Setor Social e Solidário, a Instituição espera, em 2022, lançar a nova plataforma MyIPSS (um novo sistema aplicacional centrado na digitalização do setor, que se encontra em fase final de desenvolvimento, numa parceria com a Cáritas Arquidiocesana de Évora) e dar continuidade à atividade do IFES – Instituto de Formação para a Economia Social, que no último ano formou mais de 2300 profissionais de cerca de 1100 IPSS de todo o país. No que diz respeito às iniciativas ação social direta, a UNITATE pretende, no curto prazo, iniciar as obras de construção de uma nova Estrutura Residencial para Pessoas Idosas na localidade de Pardais (Vila Viçosa), ampliar a sua Unidade de Ação Social na Vendinha (Évora) e criar em Vila Viçosa um Centro Terapêutico Inter-concelhio direcionado para a promoção de atividades de estimulação multissensorial.”