Quarta-feira, Dezembro 7, 2022
Pub

Turismo: Alentejo está “25% acima a nível de proveitos globais relativamente a 2019”, revelou Luís Araújo

- Publicidade -
- Publicidade -

O presidente do Turismo de Portugal, Luís Araújo revelou, esta terça-feira, em Mourão, que o Alentejo está “25% acima, a nível de proveitos globais, relativamente a 2019”.

Luís Araújo falava, esta terça-feira, na sessão de abertura das Jornadas de Reflexão sobre ‘Turismo no Mundo Rural – O Presente e o Futuro’, um evento promovido pela Associação Heranças do Alentejo.

Para Luís Araújo, “é importante esta reflexão e este debate, porque independentemente do que aconteça lá fora, esta é uma atividade muito especifica que acontece numa região com características muito próprias e só assim se consegue ultrapassar os desafios de futuro que temos pela frente.

O presidente do Turismo de Portugal, frisou que “tivemos dois anos muito duros e o Alentejo foi das regiões menos penalizadas, talvez porque tinha oferta mais preparada para responder às necessidades da procura e, quero acreditar, que foi também pela componente qualidade que o Alentejo conseguiu passar estes dois anos”.

O responsável revelou que “este vai ser o melhor ano de sempre em Portugal, até melhor que 2019 do ponto de vista de receita, apesar de ainda não estarmos lá ao nível das dormidas, nem de hospedes, mas a nível nacional estamos 10% acima ao nível de proveitos daquilo que tivemos no acumulado até julho de 2019 e o Alentejo aqui destaca-se, pois, está 25% acima, a nível de proveitos globais, relativamente a 2019, apesar de não ser a região mais volumosa, mas contribui para o crescimento nacional.

O Alentejo sabe quais são as suas características, quais são os seus pontos fortes e pontos fracos e luta por eles”, referiu Luís Araújo, que acrescentou que “o Alentejo tem apostado na formação dos seus quadros e das suas pessoas, mas também na capacitação de muitos empresários que olhavam só numa ótica territorial e sabemos que é melhor olhar numa ótica de experiência, com o foco na venda e de como atrair novos mercados”.

Concluiu salientando que “é preciso saber como enfrentar o futuro, olhando para a sustentabilidade, que é a nossa aposta, e saber como podemos dinamizar ainda mais o produto e como cuidar cada vez mais das pessoas, ou seja, dos turistas, mas também dos colaboradores e até dos empresários”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Estremoz: Piscina municipal coberta reabre após fecho devido a bactéria “Legionella”

A piscina coberta municipal de Estremoz (Évora) reabriu hoje, depois de ter sido encerrada temporariamente ao público após deteção da bactéria “Legionella” neste complexo...

Mundial2022: Estudantes universitários vibram em Évora com vitória de Portugal

As centenas de estudantes da Universidade de Évora (UÉ) que encheram hoje a sede de um clube da cidade, no centro histórico, vibraram com...