Tempos de espera nas urgências, dos hospitais do Alentejo, ultrapassaram as 8 horas, esta quarta-feira

Esta quarta-feira, 26 de Dezembro, os tempos de espera nas urgências dos Hospitais Alentejanos ultrapassaram em muito o tempo previsto no sistema utilizado pelo Serviço Nacional de Saúde.

De acordo com o portal do Serviço Nacional de Saúde, os tempos de espera, esta terça-feira ao final do dia, no Hospital do Espirito Santo, de Évora, ultrapassaram as 8h20 para quem tinha pulseira verde e as 2h50 para quem tinha pulseira amarela. À mesma hora no Hospital José Maria Grande, em Portalegre, o tempo de espera era de mais de 4h20, para a pulseira verde e de 1h50 para a pulseira amarela. Já no Hospital Joaquim Fernandes, de Beja, os tempos de espera ultrapassaram as 5h44 para doentes com pulseira verde e as 2h27 para os pacientes com pulseira amarela. Por fim, também os tempos de espera foram largamente ultrapassados, pois quem tinha pulseira verde esperou cerca de 3 horas e quem tinha pulseira amarela teve de esperar duas horas.

Recordamos que, de acordo com o sistema instalado no Serviço Nacional de Saúde, após a triagem o tempo médio de espera deverá ser de 2 horas para possuidores de pulseira verde, 1 hora para pulseira amarela, 10 minutos para pulseira laranja.

ODigital.pt contactou o Hospital de Évora, a fim de saber a que se deveu o elevado tempo de espera no dia de ontem, tendo-nos sido descrito apenas que “ainda não se registaram casos de gripe, não houve falta de profissionais no período assinalado e os tempos de espera registados estão dentro das médias previstas para esta época do ano.”

Salientamos ainda que, desde as primeiras horas desta quinta-feira que os tempos de espera voltaram à normalidade.

De seguida deixamos-lhe as imagens com os tempos de espera registados ao final do dia 26 de Dezembro.