Sousel: Ministra inaugurou o Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão do Cano (c/fotos)

Centro Cano

A Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho, esteve esta sexta-feira (2 de julho), na localidade de Cano, no concelho de Sousel para inaugurar o novo Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI).

A cerimónia decorreu ao final da tarde, com a presença também do presidente da Câmara Municipal de Sousel, Manuel Valério, da Secretária de Estado da Inclusão das Pessoas com Deficiência, Ana Sofia Antunes, e da Presidente da APPACDM de Portalegre, Deolinda Miranda.

Aberto ao público desde o passado dia 10 de maio, o Centro de Atividades e Capacitação para a Inclusão (CACI) dá resposta às necessidades de pessoas com deficiência com idade igual ou superior a 16 anos.

Equipado para acolher cerca de nove utentes, o CACI está instalado no edifício do Jardim de Infância da Freguesia de Cano, e surge da vontade do Executivo da Câmara Municipal de Sousel em melhorar a qualidade de vida dos munícipes com necessidades especiais.

ODigital.pt falou com a Ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, Ana Mendes Godinho que começou por destacar a “colaboração extraordinária da Câmara, APPACDM e a Segurança Social, pois só assim se conseguiu vencer uma batalha de 11 anos, em que durante este tempo estes utentes tinham de fazer diariamente 120 quilómetros para ter acesso a um serviço que deve ser básico para qualquer cidadão”.

A Governante salientou também que com esta inauguração “mostra-se que durante a pandemia houve a grande capacidade de fazer impossíveis e de transformar coisas que pareciam que nunca se poderia concretizar e tornaram-se realidade, mas de facto também cada vez mais este dever que nós temos, enquanto sociedade de encontrar respostas coletivas e é o estado social a funcionar em todas as dimensões, mostrando que são cada vez mais as respostas locais que dão uma resposta a quem precisa e quando precisa, precisando assim de ter uma rede articulada a funcionar e é o que está a acontecer”.

Face aos grandes desafios demográficos que nós temos, no interior é absolutamente fundamental termos equipamentos sociais que respondam às várias dimensões das necessidades sociais que temos, seja de apoio ao envelhecimento, seja de apoio à natalidade, seja também nas respostas de inclusão as pessoas com deficiência”, referiu a governante sobre a importância deste equipamento para um território do interior que está longe dos grandes centros urbanos.

Já o presidente da Câmara Municipal de Sousel, Manuel Valério, explicou que “este processo teve início em 2012, a obra ficou concluída em 2015 e desde essa altura que este problema estava por resolver”, acrescentando que “quando tomei posse como presidente da Câmara Municipal de Sousel peguei neste dossier, procurámos o parceiro certo para podermos abrir esta casa e foi isso que fizemos.”

O autarca referiu também que “encontrámos esta casa, embora pronta, já num estado de degradação e a Câmara colocou mãos à obra, procurámos um parceiro que é a APPACDM de Portalegre e assim com tudo concluído melhorámos a qualidade de vida dos utentes que é o mais importante.”

Os utentes faziam diariamente, cerca de 120 quilómetros para Portalegre, com as várias condições climatéricas e com todas as condicionantes rodoviárias que temos na região e era impensável assim continuar”, disse ainda Manuel Valério.

Já sobre o investimento, o edil salientou que “no mandato anterior a Câmara Municipal comparticipou a contrapartida nacional, mas sei que foi na ordem dos 90 mil euros que a Câmara aqui colocou e agora, desta vez, fizemos aqui uns ajustamentos, porque fizemos a pintura, uns arranjos e vamos ficar aqui com um encargo anual na ordem dos 55 mil euros, mas a Câmara já tinha essa despesa de transportar os utentes para Portalegre, mas o mais importante é a qualidade de vida dos utentes.”

Manuel Valério adiantou ainda que “a Câmara Municipal vai fazer um protocolo com a APPACDM de Portalegre onde vai disponibilizar as piscinas municipais para eles terem atividades, continuamos a manter o transporte dentro do concelho”, acrescentando que “no futuro iremos acompanhar as candidaturas que vão ser abertas no PRR, pois é nossa intenção poder ampliar este espaço para tornar mais sustentável este equipamento.” Fique de seguida com as imagens da inauguração numa reportagem de Hugo Calado: