Sousel: Lançado o concurso para obras de requalificação da igreja de Nossa Senhora da Orada

Igreja de Sousel

A Fábrica da Igreja Paroquial da Freguesia de Sousel lançou, recentemente, o concurso público para a obra de conservação e requalificação da igreja de Nossa Senhora da Orada, em Sousel.

O procedimento agora lançado tem um valor base de 499.840,79 e prevê um prazo de execução de 540 dias.

Recorde-se que recentemente, a Câmara Municipal de Sousel adiantou que através do seu Gabinete de Apoio ao Desenvolvimento Económico colaborou no âmbito do Portugal 2020, numa candidatura a fundos comunitários. Para a concretização da operação foi estabelecido um Acordo de Colaboração entre a Direção Regional de Cultura do Alentejo, o Município de Sousel e a Fabrica da igreja Paroquial de Sousel.

Com esta obra conservar e restaurar o património integrado, visando ações de limpeza, consolidação, estabilização dos bens patrimoniais e a reposição estética de intervenções descaracterizadoras, por forma a manter um património que é classificado e integrando no projeto geral Rota das Igrejas de Sousel – Requalificação e Conservação do Património Religioso de Sousel.

De acordo com os documentos a que ODigital teve acesso, o projeto prevê uma intervenção no exterior, nomeadamente nas coberturas, rebocos, vãos, cantarias e torre sineira, tendo como objetivo fundamental a preservação do imóvel, minimizando assim as causas de degradação do património integrado – abóbadas, retábulos, revestimentos parietais de pintura e azulejos, etc..

Pretende-se também conservar e restaurar o património integrado, visando ações de limpeza, consolidação, estabilização dos bens patrimoniais e a reposição estética de intervenções descaracterizadoras. Os bens considerados no projeto de conservação e restauro são o retábulo-mor e os caixotões da tribuna e trono, as pinturais murais da capela-mor, arco triunfal e da nave (altares colaterais, sanca, paredes sobre a sanca, abóboda, paredes do coro alto e subcoro), os revestimentos azulejares e os elementos pétreos, como pias de água benta junto a várias entradas da Igreja, a balaustrada da coro-alto, mísulas e lápide subcoro, lavabo da sacristia e o pavimento da  Igreja, incluindo as lápides sepulcrais. Os elementos arquitetónicos em ferro – gradeamentos, guardas e corrimãos serão igualmente intervencionados procurando a sua uniformização.