Sindicatos dos Médicos voltam a alertar para a carência de médicos no Hospital do Litoral Alentejano

Concurso para contratar médicos

O Sindicato dos Médicos da Zona Sul (SMZS) e o Sindicato Independente dos Médicos (SIM) reuniram, recentemente, com os profissionais de saúde do Hospital do Litoral Alentejano (HLA), que segundo estes sindicatos está à beira da ruptura.

Segundo a informação veiculada pelos sindicatos, “nos últimos meses constatámos o encerramento sucessivo do Serviço de Urgência por ausência de médicos, deixando a população ainda mais limitada no que respeita à oferta de cuidados de saúde.”

Os Sindicatos acusam o Conselho de Administração do Hospital de ter responsabilidades na graves carências de profissionais de saúde, afirmando que “para além de pouco fazer para os contratar, tem vindo a afugentar, com consequente aumento de saídas e agravamento das insuficiências sentidas.”

Na nota enviada às redacções os Sindicatos afirma que os médicos “recusam assumir a responsabilidade por incidentes motivados pela falta de adequadas condições de trabalho.”

Neste sentido sindicatos médicos apelam para que “cesse esta forma de gestão do HLA e continuarão a actuar em defesa de um Serviço Nacional de Saúde (SNS) de qualidade, no qual os médicos são peça fundamental. É essencial o respeito pelas carreiras médicas, a valorização dos profissionais médicos e a implementação de um sistema de incentivos à sua fixação.”