Domingo, Setembro 25, 2022
Pub

Setor do vinho pede ao Governo plano extraordinário de apoio

- Publicidade -
- Publicidade -

A associação de comerciantes e exportadores de vinho pediu hoje ao Governo que agilize um plano extraordinário de apoio a esta fileira, face ao aumento dos custos, que deixou “à beira da falência” pequenos e médios produtores.

“O aumento continuado dos preços das matérias-primas, dos materiais de engarrafamento, dos transportes e dos custos em geral, está a levar inúmeros pequenos e médios produtores, que constituem o grosso do tecido empresarial da fileira vitivinícola, à beira da falência”, apontou, em comunicado, a Associação Nacional dos Comerciantes e Exportadores de Vinhos e Bebidas Espirituosas (ANCEVE).

A associação considerou assim ser “urgente e imperioso” que o Governo agilize um plano extraordinário de apoio à fileira do vinho.

Por outro lado, pediu um apoio à tesouraria, sem juros, para que as adegas cooperativas e compradores de uva possam pagar aos vitivinicultores as uvas após a vindima.

No que se refere ao preço do gasóleo agrícola, que ronda quase 1,80 euros por litro, o setor quer um “reforço do apoio”.

Adicionalmente, reclama ajudas ao investimento em barricas e para a ‘stockagem’ de garrafas.

Já no âmbito dos programas de promoção de vinho, a ANCEVE pede uma linha para as pequenas e médias empresas, “com candidaturas muito simples e apoios forfetários à margem do Vitis” – Regime de apoio à reestruturação e reconversão das vinhas, para a realização de ações de promoção a partir de 2023.

No documento, a fileira lamentou ainda que o Ministério da Agricultura seja uma “estrutura fragilizada, excessivamente burocratizada, despojada de estratégia e sem rumo”.

Para a ANCEVE, o ministério “deveria ter força para impedir as cativações financeiras que vêm retirando muitos milhões de euros aos cofres do IVV [Instituto da Vinha e do Vinho] e do IVDP [Instituto dos Vinhos do Douro e Porto]”.

Criada em 1975, a ANCEVE é uma instituição sem fins lucrativos, que representa os principais agentes económicos do setor, segundo informação disponibilizada no ‘site’ da associação.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Jovem de 22 anos detido pela GNR por esfaquear outro em Viana do Alentejo

Um jovem de 22 anos foi detido hoje pela GNR por esfaquear outro de 18 anos, que ficou ferido com gravidade, no recinto da...

Motociclista de 57 anos morre em despiste no concelho de Arronches

Um homem de 57 anos morreu hoje na sequência do despiste do motociclo que conduzia na Estrada Municipal 516 no concelho de Arronches, no...