Sem Queima das Fitas Ass. Académica da Universidade de Évora deixa mensagem aos Finalistas

Queima das Fitas

O presidente da Direção da Associação Académica da Universidade de Évora, Henrique Gil, veio a público, este sábado (19 de junho) deixar uma mensagem aos Finalistas, que mais uma vez não tiveram a tradicional Queima das Fitas.

Henrique Gil começou por recordar que ontem era o “dia em que se concretizava um ciclo e se sentia o verdadeiro espírito académico presente em cada estudante. Infelizmente este dia não teve lugar, ou pelo menos da forma como sonhavam”, acrescentando que “voltou-se a adiar o brinde mais rápido da nossa vida, o cheiro da fita queimada, o melhor mergulho de sempre.

Para o presidente da Direção da Associação Académica da Universidade de Évora ontem foi um dia de recordar o percurso universitário, descrevendo para os Finalistas o momento de “quando entraram, com uma grande timidez e um enorme nervosismo, não sabiam o que era a Universidade de Évora, o que era o espírito universitário, a união e o companheirismo. Quando entraram descobriram que a calçada da Mui Nobre e Sempre Leal é de tal forma irregular que era possível identificar o local onde se estava apenas ao se olhar para o chão. Conheceram colegas, fizeram amigos, e juntos passaram os melhores tempos das vossas vidas. Num fechar de olhos, passaram do medo de uma época de exames à confiança de que o curso se faz no recurso.” Recorda ainda as “frequências e exames, noites de jantares e arraiais. Foram Queimas e Receções, foram momentos brutais. O vosso percurso pode ter chegado ao fim, mas a conexão nunca se vai quebrar.”

Henrique Gil conclui dizendo que “deixaremos sempre as nossas portas abertas aos estudantes e alumni da UE. Deixaremos sempre a certeza de que o nosso trabalho será sempre para e em prol dos estudantes e da UE.”