Quatro professores concorrem ao cargo de reitor da Universidade de Évora

Universidade de Évora

Quatro professores da Universidade de Évora (UÉ) apresentaram candidaturas ao cargo de reitor da academia alentejana, nas eleições marcadas para o dia 31 de março, confirmou hoje a agência Lusa junto dos próprios.

Os candidatos a reitor da UÉ são José Bravo Nico, professor do Departamento de Pedagogia e Educação, António Candeias, docente de Química e Bioquímica, Paulo Quaresma, de Informática, e Hermínia Vilar, de História.

O prazo para a apresentação de candidaturas terminou na quarta-feira, mas a comissão eleitoral, contactada pela Lusa, remeteu o anúncio dos candidatos admitidos para o dia 02 de março, visto ainda poderem chegar candidaturas por via postal.

Segundo a UÉ, o reitor é eleito pelo conselho geral da universidade para um mandato de quatro anos.

“O reitor deve ser uma personalidade de reconhecido mérito e experiência profissional relevante e possuir uma visão estratégica adequada à prossecução da missão e dos objetivos da universidade, estatutariamente definidos”, pode ler-se no edital, divulgado em 03 de janeiro.

Após o anúncio das candidaturas admitidas, realiza-se, entre os dias 24 e 30 de março, a audição pública dos candidatos para que possam expor o respetivo programa de ação.

A cerimónia de tomada de posse do novo reitor da Universidade de Évora está prevista para 09 de maio.

A atual reitora da UÉ, Ana Costa Freitas, que cumpre o seu segundo mandato, está impedida de se recandidatar ao cargo, devido à limitação de mandatos.

Professora do departamento de Fitotecnia da UÉ, desde 2002, Ana Maria Ferreira Silva Costa Freitas, de 67 anos, é reitora da academia alentejana desde maio de 2014.