Prisão preventiva para o indivíduo que terá morto agente da PSP em Évora

prisão preventiva

Após várias horas a ser ouvido pelo Juiz de Instrução Criminal, o homem suspeito de matar um agente da PSP, no sábado, na cidade Évora, vai aguardar julgamento em prisão preventiva.

A medida de coação mais gravosa foi decretada ao final da tarde desta segunda-feira, pelo Juiz de Instrução Criminal de Évora.

O guarda prisional, de 52 anos, está assim indiciado da prática de três crimes, nomeadamente homicídio qualificado, violência doméstica e ofensas à integridade física.

O indivíduo ficará agora a aguardar o desenrolar do processo judicial no Estabelecimento Prisional de Évora.