Portalegre entre as regiões do país onde se faz um menor esforço no pagamento da renda

Valor da habitação

A taxa de esforço das famílias para o pagamento da renda de uma casa em Portugal pode ir até aos 41%, revela hoje um estudo do idealista, indicando que em oito cidades a renda supera um terço do rendimento.

O estudo que cruzou os preços de arrendamento de março deste ano com a estimativa de rendimentos líquidos familiares nesse mesmo mês, permitiu concluir que em Setúbal (41%), Faro (39%) e Évora são as cidades que destinam uma maior percentagem dos seus rendimentos para pagar o arrendamento.

Em Bragança representa 18%, Portalegre (21%) e Leiria (21%), sendo estas as cidades onde se faz um menor esforço no pagamento da renda, sendo que na cidade de Lisboa é exigido 36% de esforço e no Porto 31%.