Populações de Santiago do Cacém e Sines, a partir de Janeiro, terão água facturada ao litro

Torneira de Água

A EPAL – Grupo Águas de Portugal, anunciou esta quinta-feira que  “a partir de Janeiro, a factura da água dos clientes das empresas públicas EPAL, Águas do Norte, Águas da Região de Aveiro e Águas de Santo André passa a incluir os litros de consumo e não apenas os metros cúbicos. São abrangidos por esta medida os consumidores de 17 municípios: Lisboa, Amarante, Arouca, Baião, Celorico de Basto, Cinfães, Águeda, Albergaria-a-Velha, Aveiro, Estarreja, Ílhavo, Murtosa, Oliveira do Bairro, Ovar, Sever do Vouga, Vagos, Santiago do Cacém e Sines”.

Esta nova forma de apresentar os valores em litros em vez de apenas em metros cúbicos, “não irá ter qualquer impacto no valor da factura” e permitirá entender melhor o consumo de cada agregado familiar e “incentivar à poupança de água”, explica a EPAL em comunicado.

Ainda segundo a EPAL pretende-se “tornar mais claro para o consumidor qual foi o seu consumo, de modo a que tenha assim uma consciência mais precisa de quanto pode poupar e, desta forma, contribuir para um uso responsável deste bem cada vez mais precioso”. Só no concelho de Lisboa, a nova factura abrange 303.703 mil clientes domésticos. Na capital estima-se que cada pessoa consuma em média 149,1 litros de água por dia. Este valor está acima do que a ONU considera essencial para que um ser humano satisfaça as suas necessidades básicas diárias: 110 litros.

Perante esta nova medida, haverá uma campanha que pretende promover a poupança do consumo da água. O Expresso dá como exemplos, “Quem toma um duche de 15 minutos, com a torneira aberta, consome cerca de 180 litros de água. Se a fechar enquanto se ensaboa e diminuir o tempo da água corrente para 5 minutos, o consumo será reduzido para um terço, ou seja cerca de 60 litros. E há mais números para chamar a atenção para as possibilidades de poupança: lavar as mãos ou os dentes com a torneira aberta leva ao gasto de cerca de 14 litros de água, enquanto que usar um copo gasta menos de um litro; fazer a barba com a torneira aberta gasta até 40 litros de água, mas chegam dois litros se colocar água no lavatório com tampa; lavar o carro com mangueira consome cerca de 500 litros de água, mas usar um balde e esponja, reduz o gasto para 50 litros; cada descarga de autoclismo leva 15 litros de água, gasto que pode ser reduzido em 60% usando uma garrafa de 1,5 litros dentro do depósito; uma torneira a pingar durante 24 horas desperdiça 30 litros de água por dia e evitar uma fuga destas permite poupar 10 mil litros de água por ano”.