PJ deteve jovem, de 22 anos, por suspeita de burla de dezenas de pessoas através da MBWay

Burla por wbway

A Polícia Judiciária, através da Unidade Nacional de Combate ao Cibercrime e à Criminalidade Tecnológica (UNC3T), na sequência de um inquérito do DIAP de Lisboa, procedeu à localização e detenção de um indivíduo com 22 anos de idade, presumível autor de diversos crimes de burla informática, falsidade informática, acesso ilegítimo e branqueamento de capitais.

Ao que sabemos, a investigação iniciou-se há alguns meses, tendo por base vários casos de fraude perpetrados de forma reiterada, com recurso à aplicação MBWay.

Já a PJ adianta que “as várias diligências encetadas culminaram na identificação do suspeito, autor das múltiplas ações criminosas, tendo, posteriormente, sido apurado ser o mesmo ainda autor de fraudes, associadas a compras em plataformas “online”, com recurso a dados de cartões de crédito.”

“A estratégia investigatória visou a localização e agrupamento das várias participações que se encontravam dispersas por várias comarcas do país, por forma a demonstrar a atividade delituosa reiterada do suspeito”, acrescenta ainda a Judiciária.

Na sequência da detenção e busca domiciliária procedeu-se à apreensão de vários objetos relacionados com a prática criminosa e/ou adquiridos de forma ilícita.

Em causa estará um montante de dezenas de milhares de euros.

O detido foi presente a primeiro interrogatório judicial, tendo-lhe sido aplicada a medida de coação de prisão preventiva.