PJ deteve indivíduo que vivia em Évora com identidade falsa e procurado por alegado envolvimento num homicídio

Detido pela GNR

A Polícia Judiciária, através da Diretoria de Lisboa e Vale do Tejo, com a colaboração da Polícia de Segurança Pública de Évora, localizou, identificou e deteve um homem, de 25 anos, por fortes indícios de envolvimento na prática de um crime de homicídio qualificado.

Segundo a PJ, “os factos criminosos ocorreram no passado dia 01 de novembro de 2020, quando o ora detido e outros cinco familiares seus, atingiram mortalmente, através de disparos de arma de fogo, um outro homem, de 49 anos, com o qual mantinham uma relação conflituosa.”

“Após a prática do delito, os suspeitos colocaram-se em fuga das residências habituais, realojando-se, com várias passagens, em diferentes zonas de Portugal e, também, de Espanha”, acrescenta ainda a Judiciária.

Indica ainda a Policia que “os restantes cinco autores já se encontram presos, após terem sido detidos, na semana passada, em operações policiais executadas, simultaneamente, na cidade espanhola de Sevilha, na qual foram cumpridos três mandados de detenção europeus, e em Águeda, onde foram localizados os restantes dois.”

O homem agora detido encontrava-se a viver junto à cidade de Évora, “utilizando uma identidade falsa para evitar a sua deteção pelas autoridades, tendo sido presente a primeiro interrogatório judicial, no qual lhe foi decretada a medida de coação de prisão preventiva”, conclui a Policia Judiciária.