Pingo Doce e Recheio dão 2 milhões de euros em vales de compras para apoiar a restauração

Pingo Doce

O Pingo Doce e o Recheio Cash & Carry vão lançar uma iniciativa inédita para apoiar a reabertura da restauração com 2 milhões de euros em vales de compras, mobilizando a população a participar nesta ajuda a um dos sectores mais afetados pela pandemia Covid 19.  

A acão, que decorre de 20 a 25 de Abril – acompanhando a nova fase de reabertura prevista dos cafés e restaurantes – consiste na distribuição de 400 mil vales de 5 euros.

Os vales serão entregues aos clientes nas lojas Pingo Doce numa compra igual ou superior a 50€, que os deverão depois oferecer aos restaurantes ou cafés que querem ajudar, para que os utilizem em compras no Recheio.

Para Nuno Begonha, director-geral do Recheio, “Hoje, mais do que nunca, a restauração precisa de todos nós. Com esta iniciativa, o Recheio vem mostrar que está fortemente empenhado na dinamização do canal HoReCa, um sector tão importante para a economia nacional. Nesta nova fase em que os nossos clientes reabrem portas, estamos, uma vez mais, ao seu lado, apoiando e contribuindo para acelerar a retoma dos seus negócios.”

O Pingo Doce é uma loja de proximidade, muito integrada em cada bairro onde está inserido e com uma relação estreita com a comunidade. Por isso, nesta que considero ser a maior onda solidária para apoiar a restauração nacional, fizemos questão de envolver os nossos clientes, criando um movimento circular em que as próprias pessoas escolhem o restaurante ou café que querem ajudar, entregando o vale que receberam no Pingo Doce.”, afirma Isabel Ferreira Pinto, directora-geral do Pingo Doce.

‘Unidos pela restauração’ é o mote da iniciativa que apela à mobilização de todos numa altura em que os cafés e restaurantes vão poder receber novamente clientes no interior dos seus espaços. Ajudar este sector está, desta forma, ao alcance de qualquer pessoa.