Palhaças de oito países reunidas no festival “Bolina” em Castelo de Vide

Bolinha

Mais de 30 artistas de oito países participam na 4.ª edição do Festival Internacional de Palhaças “Bolina”, que vai decorrer em Castelo de Vide, no distrito de Portalegre, a partir de segunda-feira, revelou hoje a organização.

O festival, promovido pela Descalças – Cooperativa Cultural, com o apoio da câmara municipal alentejana, tem também como objetivo levar até à comunidade de Castelo de Vide “afetos e mensagens de outra humanidade”, disse hoje à agência Lusa a diretora, Maria Simões.

“Acreditamos que outras coisas valem muito a pena e não aquilo que nos ‘entra’ diariamente pela televisão. Rir vale muito a pena”, tal como “olhar o mundo com um olhar mais positivo, mais de paz, alegria e união”, argumentou a responsável do “Bolina”, vincando que essa “é a mensagem” que o festival quer passar.

O certame, que se realiza até ao dia 13, inclui espetáculos e iniciativas em escolas, lares de idosos, centros de dia, bem como deslocações a domicílios de pessoas que vivem isoladas socialmente e que estão identificadas pela Segurança Social.

De acordo com o programa, entre segunda e quinta-feira, decorrem oficinas de formação na Sociedade 1.º de Dezembro, com a artista americana Hilary Chaplain, e no Cineteatro Mouzinho da Silveira, com a artista brasileira Patrícia Ubeda.

A abertura oficial do festival acontece na quinta-feira, às 15:00, no Jardim Grande, seguindo-se, duas horas mais tarde, a exibição do filme documentário “À Bolina”, na Igreja de São João Batista, que servirá de sede deste evento.

Ao início dessa noite, às 19:00, tem lugar a Gala da União das Palhaças em Portugal, cerimónia agendada para o cineteatro.

Um desfile de palhaças por largos, praças e ruas da vila alentejana, às 12:00 de sexta-feira, é outro dos destaques da programação.

Nesse mesmo dia, estão anunciados também dois espetáculos, mis precisamente “A Visita do Chico”, de Radarani Oliveira (Brasil/Portugal) e destinado ao público escolar e sénior, no Jardim Grande (14:30), e outro intitulado “Donna Quixota”, de Pina Polar (Polónia/Portugal), no cineteatro (19:00).

“Momento Absurdo” é o título do espetáculo, da portuguesa Tânia Safaneta, previsto para a Praça 25 de Abril, às 16:00 do dia 12, sendo que, às 19:00, o cineteatro é “palco” da Gala Internacional de Palhaças.

Esta gala vai contar com a presença de artistas oriundas de França, Estados Unidos da América, Itália, Israel/Alemanha e Colômbia.

No último dia do festival, dia 13, pelas 16:00, o Jardim Garcia d´Orta recebe o espetáculo “Heart of a Clown”, de Catarina Mota, e, uma hora mais tarde, no Parque Malato Beliz, decorre o espetáculo “Holiday on Delay”, de Jay Toor (Israel/Alemanha).

O espetáculo “Com amor, papel manteiga e marcador”, de Susana Cecílio, é o escolhido para fechar esta 4.ª edição do Festival Internacional de Palhaças “Bolina”, novamente no Cineteatro Mouzinho da Silveira, às 19:00.