Odemira: Autarquia cria Centro de Valorização da Viola Campaniça em São Martinho das Amoreiras

Obras

A Câmara Municipal de Odemira lançou, recentemente, o concurso público para a empreitada de construção do Centro de Valorização da Viola Campaniça em São Martinho das Amoreiras.

O procedimento lançado tem um valor base de 184.710,99 euros (+IVA) e prevê um prazo de execução de 270 dias.

De acordo com a informação disponibilizada, esta obra visa a reabilitação de um edifício existente em taipa, com dois pisos e entrada a diferentes cotas.

Segundo explica o projeto, “ao nível do piso superior, com entrada direta a partir da rua, encontra-se o espaço expositivo da Viola Campaniça. O interior reinterpreta as características das casas alentejanas ao valorizar a expressão da espessura das paredes com a leveza e simplicidade do tecto. A Arquitectura procurou a simplicidade dos volumes associado à expressão tectónica das paredes.”

Já no piso inferior, refere o projeto que vai localizar-se “uns arrumos, propõe-se uma “tasca moderna”, um espaço de convívio que remete para o imaginário do “cante alentejano” em consonância com o programa expositivo. Procurou-se a reabilitação do espaço publico como complemento ao espaço de tasca / cafetaria, criando um pátio de convívio, aonde podem acontecer eventos associados ao programa, nomeadamente, pequenos concertos e projecção de cinema à noite.”