O restauro da Fortaleza de Juromenha “só é válido se este património for depois utilizado”

Fortaleza de Juromenha

O presidente da CCDR Alentejo considerou que após a requalificação da Fortaleza de Juromenha tem de haver utilização.

Decorreu, no primeiro dia de setembro, a assinatura do auto de consignação da empreitada de Consolidação e Restauro dos Paramentos do Perímetro Abaluartado Exterior e Cerca Islâmica e Medieval Interior da Fortaleza de Juromenha.

Uma obra a ser executada pela empresa HCI Construções e que terá uma duração de 24 meses.

O valor de adjudicação foi de 4.024.332,40€ e o município estima que o valor total de investimento, considerando o projeto técnico de execução, a sua revisão, encargos com fiscalização da obra, acompanhamento arqueológico e revisão de preços se encontre muito próximo dos 5 milhões de euros.

A obra de restauro está financiada a 75% por fundos comunitários do Alentejo 2020 e o município conta com um empréstimo BEI e outros fundos próprios para assegurar a contrapartida nacional.

Para o presidente da Comissão de Coordenação e Desenvolvimento regional do Alentejo, António Ceia da Silva, “o património é um dos aspetos decisivos na conjuntura global do Alentejo”, revelando que “pela primeira vez, na estratégia de especialização inteligente que aprovámos há pouco tempo o património e a cultura são áreas específica, porque entendemos que são áreas de especialização importantíssima para as dinâmicas de desenvolvimento do Alentejo e Juromenha tem um simbolismo especial”.

Já sobre o restauro da Fortaleza de Juromenha em concreto, Ceia da Silva refere que “finalmente olhou-se para este património e arranjaram-se verbas para o poder recuperar”, acrescentando que “o que está em causa é recuperar o património, agora tudo isto só é válido se este património for depois utilizado, porque se não for utilizado, não há manutenção e daqui a uns anos voltamos ao mesmo, e o fato de estar associado a um programa Revive, de haver uma unidade hoteleira, de haver pessoas, de haver circulação, de haver limpeza e de haver manutenção, é decisivo para que este investimento frutifique.”