Num dia, a GNR autuou mais de 30 de pessoas por campismo e caravanismo ilegal no Litoral Alentejano

A Guarda Nacional Republicana, através do Núcleo de Proteção Ambiental (NPA) de Santiago do Cacém, no final da passada semana, realizou uma ação de fiscalização nas áreas protegidas do “Parque Natural do Sudoeste Alentejano, Costa Vicentina e Reserva Natural das Lagoas de Santo André e Sancha”.

Segundo a GNR, “nesta ação de fiscalização foram identificados 31 cidadãos e detetadas 31 infrações, pela prática de campismo e caravanismo em situação ilegal ou irregular nas áreas protegidas”, acrescentado ainda que “essas infrações podem levar ao pagamento de coimas que vão entre os 200 e os 4.000 euros.”

A operação contou com o reforço dos postos territoriais de Sines, de Santo André e de Santiago do Cacém.