Quarta-feira, Dezembro 7, 2022
Pub

Novo comandante da Capitania de Sines atento ao crescimento do porto local

- Publicidade -
- Publicidade -

O novo comandante da Capitania do Porto de Sines (Setúbal) e da Polícia Marítima local, Luís Filipe Duarte, disse hoje que vai focar a sua atenção no crescimento do Porto de Sines e apostar no “desenvolvimento tecnológico”.

“O Porto de Sines tem ganho importância nos últimos tempos e a perspetiva é [a de] que venha a ganhar uma importância ainda maior e esse será o ponto que vai focar a nossa atenção”, nos próximos anos, afirmou hoje à agência Lusa o capitão-de-fragata, à margem da cerimónia da sua tomada de posse.

Luís Filipe Duarte, de 50 anos, natural do distrito alentejano de Portalegre, com uma experiência de 32 anos na Marinha, assumiu hoje “uma comissão de três anos” no comando da Capitania do Porto de Sines, depois de ter passado por Olhão e Lagos, no Algarve.

O novo comandante substitui no cargo o capitão-de-fragata, Rui Silva Filipe, que regressa agora à Marinha, depois de cumprir três anos de comissão em Sines. 

“Os recursos que temos disponíveis permitem-nos, de alguma forma, tentar manter uma permanência ainda maior no mar e combater eventuais atividades ilícitas que ocorram no mar e, com uma gestão eficiente, pensada e flexível, julgo que conseguimos abraçar estes intentos para cumprir a missão”, frisou o novo comandante.

Além de considerar “muito importante a presença da Polícia Marítima nos espaços de jurisdição da autoridade marítima e, em particular, no mar”, Luís Filipe Duarte assegurou que, nos próximos três anos, vai apostar na “uniformização e desmaterialização” de processos.

“Vivemos tempos em que impera a inovação e o desenvolvimento tecnológico e, por isso, vamos tentar adaptar os nossos processos à uniformização e desmaterialização e, dessa forma, também facilitar não só o nosso trabalho interno, como também o trabalho das pessoas que vêm do exterior e que nos procuram” definiu.

A Capitania do Porto de Sines tem uma área de jurisdição entre Melides, no concelho de Grândola (Setúbal), e Carvalhal, no concelho de Odemira (Beja), compreendendo um total de 92 quilómetros de costa.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Estremoz: Piscina municipal coberta reabre após fecho devido a bactéria “Legionella”

A piscina coberta municipal de Estremoz (Évora) reabriu hoje, depois de ter sido encerrada temporariamente ao público após deteção da bactéria “Legionella” neste complexo...

Mundial2022: Estudantes universitários vibram em Évora com vitória de Portugal

As centenas de estudantes da Universidade de Évora (UÉ) que encheram hoje a sede de um clube da cidade, no centro histórico, vibraram com...