No Alentejo há mais de 9 mil idosos a viver em isolados, segundo a GNR

GNR Censos

Como tem vindo a acontecer nos últimos anos, a Guarda Nacional Republicana, durante o mês de outubro de 2020, realiza a Operação “Censos Sénior”.

Esta é uma operação com o objetivo de identificar a população idosa, que vive sozinha, isolada, ou sozinha e isolada, através da atualização dos registos das edições anteriores.

A GNR explica que “durante a operação, os militares privilegiaram o contacto pessoal com as pessoas idosas em situação vulnerável, no sentido de sensibilizarem e alertarem este público-alvo para a adoção de comportamentos de segurança que permitam reduzir o risco de se tornarem vítimas de crimes, nomeadamente em situações de violência, de burla, furto e ainda para prevenir comportamentos de risco associados ao consumo de álcool, bem como para a adoção de medidas preventivas de propagação da pandemia COVID-19”

Assim, durante a operação, foram realizadas 34 ações em sala e 3652 ações porta a porta, abrangendo um total de 20.747 idosos.

Na operação “Censos Sénior 2020”, a GNR sinalizou 42.439 idosos que vivem sozinhos e/ou isolados, ou em situação de vulnerabilidade, em razão da sua condição física, psicológica, ou outra que possa colocar em causa a sua segurança.

No que diz respeito ao Alentejo, a GNR detetou 9161 idosos a viver isolados, sendo no distrito de Beja onde existe um maior número, 3403, seguindo-se o distrito de Portalegre com 3104 e depois Évora com 2654.

Fique de seguida com a tabela dos dados a nível nacional:

DistritoIdosos sinalizados
Aveiro1 383
Beja3 403
Braga1 543
Bragança3 285
Castelo Branco1 842
Coimbra1 334
Évora2 654
Faro3 313
Guarda4 585
Leiria1 090
Lisboa767
Portalegre3 104
Porto857
Santarém2 035
Setúbal1 734
Viana do Castelo1 043
Vila Real5 065
Viseu3 402
TOTAL42 439