Municípios do Alto Alentejo pedem extensão do programa PROVERE InMotion

inimotion

A Comunidade Intermunicipal do Alto Alentejo (CIMAA) anunciou hoje que vai pedir hoje a extensão até 2022 do programa PROVERE InMotion: Alentejo, Turismo e Sustentabilidade, que já gerou na região “68 novos postos de trabalho”.

Em comunicado enviado à agência Lusa, a CIMAA explica que o programa, além dos postos dos postos de trabalho que já criou, apoiou “22 empresas”, num investimento superior a nove milhões de euros, dos quais mais de “7,9 milhões de euros” foram de capitais privados.

“Estes indicadores são do 2.º ciclo de execução do programa, que decorreu de novembro 2018 a outubro 2020”, pode ler-se no documento.

De acordo com a CIMAA, na nova reprogramação desta iniciativa, para 2021-2022, “está proposta” a entrada de “cinco novos projetos, um projeto âncora e quatro projetos complementares”, num total de investimento superior a “1,7 milhões de euros” e a criação de “seis” novos postos de trabalho.

“A possibilidade de extensão só é possível depois de a equipa de gestão do programa ter concluído que é ‘essencial a continuidade e reforço do papel” deste PROVERE no território do Alto Alentejo e “a avaliação da gestão e execução do desempenho da CIMAA ter tido a classificação final de nível ‘Bom’”, disse a comunidade intermunicipal

Enquadrado no âmbito da EEC, o PROVERE InMotion tem como objetivos a valorização dos recursos do território, combinando o desenvolvimento sustentável dos recursos naturais e culturais da região, com o estímulo a iniciativas empresariais, fileiras de negócio e cadeias de valor.

A EEC abrange áreas económicas diversificadas como a conservação e gestão ambiental, investigação, conceção/estruturação de produtos turísticos, dinamização empresarial, capacitação e acolhimento de turistas e visitantes, marketing e promoção.

Nesta estratégia estão associadas atividades de internacionalização e cooperação na área da investigação, numa lógica de eixos de intervenção onde as parcerias e as sinergias entre os diferentes projetos a concretizar podem contribuir para diversificar a cadeia de valor existente nestes territórios.

A CIMAA tem a liderança do PROVERE InMotion desde 2013, com responsabilidades ao nível da dinamização, acompanhamento, monitorização e gestão de parcerias.