Terça-feira, Fevereiro 7, 2023
Pub

Mundial2022: Estudantes universitários vibram em Évora com vitória de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

As centenas de estudantes da Universidade de Évora (UÉ) que encheram hoje a sede de um clube da cidade, no centro histórico, vibraram com a vitória de Portugal e a passagem aos quartos de final do Mundial2022 de futebol.

Situado junto ao Colégio Luís António Verney da UÉ, o espaço do Clube Bilhar Eborense, que funciona como bar, foi pequeno para acolher tantos universitários que quiseram ver o jogo da equipa das quinas frente à Suíça.

Muitos trocaram os tradicionais trajes de estudantes pela camisola da seleção de Portugal e, com as várias mesas corridas completamente cheias, a grande maioria assistiu ao jogo de pé e outros ficaram sentados no chão.

O início de jogo foi de ‘nervos’ para alguns que se mostraram desagradados com a forma como os jogadores portugueses entraram na partida, mas, com o tento inaugural de Portugal no encontro, deu-se o primeiro grito de alegria.

A euforia tomou conta do espaço quando a seleção portuguesa fez o terceiro golo, com os estudantes a baterem palmas e entoarem repetidamente o cântico “pouco importa, pouco importa, se jogamos bem ou mal, queremos é levar a taça para o nosso Portugal”.

Numa das mesas a assistir ao ‘confronto’ com os suíços juntamente com amigos, Diogo Solipa, de 22 anos, aluno de Engenharia Informática, diz à agência Lusa que Portugal tem equipa para ganhar o Mundial do Qatar.

“Temos o objetivo de ganhar e este foi mais um passo para essa conquista”, diz este aluno da UÉ, secundado pela também estudante universitária Andreia Relvas, que considera que Portugal conseguiu “uma grande vitória”.

Quando Portugal fez o quarto golo, numa mesa ao lado, um outro jovem questiona “se a seleção não joga melhor sem o Cristiano Ronaldo”, respondendo, logo de seguida, que Raphael Guerreiro “não marcava se fosse o Ronaldo no lugar de Gonçalo Ramos”.

Também Andreia Relvas, que está a tirar o mestrado em Design, confessa à Lusa que o número sete da equipa das quinas “não fez falta” a Portugal para este jogo, sustentando que “a seleção não é só Ronaldo”.

Já Ricardo Aldeano, um dos muitos que assistiram de pé aos mais de 90 minutos de jogo, prefere destacar o “sangue novo” que está a surgir na equipa de Portugal e enaltecer a exibição do avançado luso Gonçalo Ramos.

A seleção portuguesa de futebol qualificou-se hoje para os quartos de final do Mundial de 2022, ao golear a Suíça por 6-1, com ‘hat-trick’ de Gonçalo Ramos, no último jogo dos ‘oitavos’, em Lusail.

O avançado do Benfica, aos 17, 51 e 67 minutos, Pepe, aos 33, Raphaël Guerreiro, aos 55, e Rafael Leão, aos 90+2, marcaram os golos da formação das ‘quinas’, enquanto Manuel Akanji apontou o tento dos helvéticos, aos 58.

Nos quartos de final, num jogo marcado para sábado, pelas 15:00 (em Lisboa), no Estádio Al Thumama, em Doha, Portugal vai defrontar Marrocos, que hoje eliminou a Espanha, no desempate por penáltis (3-0, após 0-0 nos 120 minutos).

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

- Publicidade -

Mais notícias

Seca: Barragem de Campilhas no Alentejo sem campanha de rega este ano

A rega a partir da barragem de Campilhas, em Santiago do Cacém (Setúbal), voltou a ser cancelada este ano devido à seca, revelou a...

Mais de 16 mil condutores em excesso de velocidade durante campanha de segurança

Mais de 16 mil condutores foram apanhados por radares em excesso de velocidade durante a campanha de segurança rodoviária “Viajar sem pressa”, que decorreu...