Mourão: Povo “merecia que fossemos um bocadinho mais além”, nas festas que começam 2ªfeira

Festas de Mourão

A partir desta segunda-feira e até 3 de fevereiro Mourão, no distrito de Évora, volta a receber a tradicional festa em honra da padroeira, Nossa Senhora das Candeias, depois de um ano de interregno devido à pandemia.

A festa, organizada pelo Município, volta em todo o seu esplendor e nossa senhora volta a percorrer as principais ruas da vila ao final da tarde de dia 2 de fevereiro.

Os destaques desta edição recaem sobre o concerto de José Cid que sobe ao palco, dia 1 de fevereiro, a convite da Banda Municipal Mouranense, e dia 2 de fevereiro, feriado municipal, o alentejano Luís Trigacheiro, vencedor do programa televisivo “The Voice” (2021), anima a noite com um grande concerto.

Dia 3 de fevereiro, último dia de espetáculos, é a vez do grupo musical de Mourão “Ventos do Sul” animar a noite ao seu jeito tradicional.

De destacar também o grandioso espetáculo de fogo-de-artifício lançado das muralhas do castelo que encerra a secular procissão de Nossa Senhora das Candeias.

Os espetáculos noturnos têm lugar no Pavilhão Gimnodesportivo, sendo que os lugares são limitados. Para aceder ao recinto é obrigatória a apresentação do certificado de vacinação, recuperação ou teste negativo, e uso de máscara no interior do mesmo, assim como o cumprimento das regras de distanciamento e desinfeção das mãos.

Em declarações a’ODigital.pt o presidente da Câmara Municipal de Mourão, João Fortes, referiu que “este ano decidimos arriscar, pois, quando grande parte dos municípios a nível nacional ainda tendem a impedir que este tipo de evento ocorra, nós sentimos que a população merecia que fossemos um bocadinho mais além, que simbolizássemos a data com pequenas iniciativas com a nossa tradicional procissão com um ciclo de espetáculos”.

O autarca salientou que “será uma festa obviamente adaptada e feita à medida destes tempos que vivemos, mas terá um cartaz muito apelativo e com boas razões para a nossa diáspora e para os nossos mouranenses se mobilizarem e divertirem nesta festa com todos os cuidados sanitários.

Temos que começar a olhar para o futuro e tentar regressar à normalidade uma vez que o processo de vacinação tem corrido bem e também a imunidade de grupo parece me ser cada vez maior, portanto, foi necessário ter coragem para tomar estas decisões e olhar já à frente e acreditar que daqui uns tempos tudo regressará à normalidade”, concluiu João Fortes.

Fique de seguida com o programa completo: