Mourão: Novo autarca garante um “novo pacto de confiança, responsabilidade e abertura” (c/fotos)

João Fortes

O Salão Nobre dos Paços do Concelho de Mourão (Évora) recebeu, esta segunda-feira (18 de outubro) a tomada de posse dos Órgãos Autárquicos do concelho, nomeadamente Assembleia e Câmara Municipal.

Um ato que contou com a presença de uma grande multidão, entre os quais vários dirigentes políticos como foi o caso do líder do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos.

Esta tomada de posse marcou uma viragem à direita do concelho de Mourão, terminando com vários anos de uma liderança do Partido Socialista.

Nas palavras proferidas, o novo presidente da Câmara Municipal de Mourão, João Fortes, deixou claro que que não receia a “dimensão e a urgência dos desafios que nos são agora colocados”, pois, segundo o autarca “somos e seremos sempre realistas durante este mandato, no entanto o realismo em política não é sinónimo de resignação. A reposta realista aos problemas, consiste na concretização de soluções com a consciência de que não existem varinhas de condão que subitamente concertam o que durante tantos anos não foi feito.”

João Fortes afirmou que “esta tomada de posse marca um pacto de confiança, mas também de responsabilidade e de abertura entre o Município de Mourão e a sua comunidade. Um novo pacto de confiança, responsabilidade e abertura é, de facto, imprescindível para a resolução dos problemas locais e retomar o caminho da prosperidade.

O autarca frisou que “a confiança depositada em nós pelos eleitores devolve-se com trabalho e gera o dever inegável de trabalhar o que está mal”, acrescentando que “seguir o nosso rumo não exclui que se ouçam as opiniões da oposição, que se avaliem os nossos resultados e que porventura se reexaminem as nossas decisões, mas do rumo de prosperidade do concelho nós não nos iremos desviar.

O nosso rumo conduz a um município mais aberto, tanto no plano interno, para termos uma comunidade mais dialogante e dinâmica do ponto de vista social, económico e político, como no plano externo, para nos abrir a Portugal e ao mundo”, disse João Fortes nas palavras proferidas.

Para o futuro, João Fortes, salientou que as “tarefas prioritárias são claras, garantir e estabilizar as finanças municipais, apoiar os mais carenciadas e obviamente garantir a justiça social, fazer crescer a economia local e o emprego, através da atração de investimento e da valorização dos recursos que temos e também a capacitação industrial, mas também apoiar os jovens e a terceira idade”.

Fique de seguida com as imagens desta tomada de posse, numa reportagem de Hugo Calado: