Mourão: Jornalista brasileira visitou o concelho e afirma que transmite “uma vibração e uma energia enorme”

Simone

O Alentejo continua a despertar atenções e a atrair gentes de todos os pontos do mundo para conhecer este território que encanta quem por ele passa.

O concelho de Mourão é um dos locais do Alentejo que ainda tem muito por descobrir e despertou a atenção de uma jornalista brasileira que recentemente se deslocou a este concelho do distrito de Évora, para conhecer a região e dá-la a conhecer aos seus congéneres.

Simone Vilalva passou vários dias no concelho de Mourão, tendo ficado “encantada com toda a beleza deste sitio”, confidenciou a jornalista em entrevista a’ODigital.pt,

“Resolvi vir a Mourão no sentido de buscar, em termos de imagens e em material audiovisual, a essência deste lugar que é bastante rico em oferecer história, experiências com a natureza, com as pessoas que é um povo muito especial, muito gentil, acolhedor”, disse-nos a conhecida jornalista brasileira.

Durante a passagem pelo concelho de Mourão, Simone Vilalva, vivenciou várias experiências gastronómicas, oleiras e até vínicas, “que era uma coisa que eu vim buscar muito aqui, que me interessava registar e encontramos na Adega Velha, ali, com uma boa vivência disso, já experimentei, mas destaco termos de gastronomia, o ensopado de borrego é muito bom, muito especial.”

“O passeio pelo castelo, as imagens belíssimas do pôr do sol, a praia fluvial, a experiência de estar numa vila, numa aldeia, reconstruída ao modelo da antiga Aldeia da Luz, são experiências incríveis”, destacou Simone.

Questionada sobre o que vai transmitir sobre Mourão quando chegar ao Brasil, Simone Vilalva disse que “vou transmitir que é lugar onde se pode com certeza absorver muito da natureza, onde se fica maravilhado com os fins de tarde à beira do rio e as paisagens em redor que são muito fortes, são muito impactantes e isso acho que é importante nos momentos atuais de que as pessoas estejam em locais onde possam sentir uma vibração, uma energia, um reabastecimento de si mesmos assim. Então, isso acho que é um traço bem forte que em termos de natureza de paisagem, Mourão fala muito, mas também em termos de acolhimento.”

Sobre se valeu a pena a deslocação a Mourão, a jornalista disse que “valeu a pena vir e pretendo vir outras vezes para outras coisas, porque há muitas relações do meu trabalho com o turismo e desenvolvimento como gestora e como agente nesse processo de criação de roteiros e tudo de o que as pessoas possam realmente perceber o quanto são ricos, em ter o que oferecer e em proporcionar às pessoas, ou seja, valeu mesmo a pena ter vindo conhecer este território”.