Mourão: “Estamos a honrar os nossos grupos corais”, disse o autarca na homenagem ao Cante Alentejano (c/fotos)

Cante Alentejano

O concelho de Mourão prestou, este sábado, homenagem ao Cante Alentejano no dia em que assinalou o 7º Aniversário da Classificação do Cante como Património Cultural Imaterial da Humanidade pela Organização das Nações Unidas para a Educação, Ciência e Cultura (UNESCO).

O espetáculo, promovido Município, com o apoio da Cooperativa Agrícola de Granja decorreu no Jardim Municipal de Mourão, e contou com a participação do Grupo Coral da Granja, Grupo Coral da Luz, Grupo Coral Flores de Abril e Grupo Coral Granjarte.

Em declarações a’ODigital.pt o presidente da Câmara Municipal de Mourão, João Fortes, disse que “estamos a honrar os nossos grupos corais do concelho com umo pequeno um gesto simbólico”.

O autarca referiu que “com a perda de população que temos vindo a sofrer, infelizmente também se levam alguns dos valores, portanto, recai também no Município a salvaguarda do nosso património, do nosso legado e destes fatores distintivos que caracterizam tão bem Mourão e onde se inclui o cante alentejano”.

Sobre o número de grupos corais no concelho, João Fortes, explicou que “temos dois grupos corais femininos na Granja, um masculino na Granja e um na Luz”, acrescentando que “com estes grupos para já temos o Cante assegurado, mas não chega, pois, na lógica ancorada estratégica do concelho, o Cante Alentejano vai ter que fazer parte”, revelando que “o Executivo pretende no futuro vir a caminhar na construção de um Centro Interpretativo do Cante Alentejano em Mourão e obviamente que ancorado sempre nesta dinâmica cultural, com vários espetáculos ao vivo dos grupos.

Fique de seguida com as imagens deste evento, numa reportagem de Hugo Calado: