Mourão: Autarca defende “uma maior testagem ou até o encerramento da Escola”, após casos de Covid-19

Maria Clara Safara

Conforme noticiámos, nos últimos dias foram detetados casos de Covid-19 no Agrupamento de Escolas de Mourão, nomeadamente em alunos do 5º e 8º anos.

No primeiro dia do mês de dezembro o líder do PSD Mourão veio a público questionar as autoridades e nomeadamente o executivo camarário sobre qual a real situação epidemiológica do concelho.

Já esta quarta-feira, a Presidente da Câmara Municipal de Mourão, Maria Clara Safara, reagiu, começando por dizer que “nos últimos dias têm sido muitos os contactos e/ou tentativa de contacto com a Saúde Pública especialmente devido à situação da Escola, foram horas e dias a insistir em respostas que custaram a chegar e outras que nem chegaram a chegar.”

A Autarca salientou também que “tal como o Agrupamento informou quem tem autoridade para encerrar a Escola ou colocar turmas em quarentena é a Saúde Pública ou a Direção Geral dos Estabelecimentos Escolares, não é a Proteção Civil Municipal ou mesmo a Escola” referindo que “opinar em matéria de Saúde Pública não o poderei fazer em consciência porque sou leiga no assunto e posso estar a cometer erros ao colocar em causa o trabalho dos técnicos dessa área , que talvez por excesso de trabalho e escassez de recursos humanos tenham dificuldade em dar respostas tão rápidas como gostaríamos.”

No entanto Maria Clara Safara espera que não acontece no concelho de Mourão, o que aconteceu “em várias situações a nível nacional, em que chegou-se à conclusão que o número de casos aumentou exponencialmente porque não foram tomadas as melhores decisões a nível da saúde”.

A edil conclui dizendo que “além da situação da Escola, também transmiti a preocupação com os lares do concelho que têm colaboradores com filhos e netos que podem transmitir o vírus por isso defendíamos uma maior testagem ou até o encerramento da Escola, nesta fase.”