Mértola: Ministra da Cultura entregou Medalha de Mérito Cultural ao arqueólogo Cláudio Torres

No passado sábado, 11 de Janeiro, o arqueólogo Cláudio Torres recebeu, precisamente no dia em que fez 81 anos, a Medalha de Mérito Cultural do Governo Português, em reconhecimento de uma vida dedicada à investigação histórica e às causas do património cultural e da arqueologia.

A distinção foi entregue pela ministra da Cultura, Graça Fonseca, numa cerimónia que decorreu no Campo Arqueológico de Mértola (CAM), distrito de Beja, que Cláudio Torres fundou em 1978 e dirige.

No seu discurso, a Ministra da Cultura, Graça Fonseca, realçou que “são felizes as circunstâncias que nos levam a atribuir uma Medalha de Mérito Cultural, porque feliz será sempre o momento em que o Ministério da Cultura evoca e homenageia aqueles que com o seu contributo ajudaram a construir e a preservar a Cultura portuguesa.”

A Governante com a pasta da cultura, falou ainda de Mértola dizendo que “é lugar de cultura e de um vasto património edificado, que evidencia uma característica singular da nossa história e da nossa identidade, construída não num caminho de sentido único, mas no encontro entre as muitas culturas e os muitos povos que deixaram a sua marca perene neste território.”

A Vila de Mértola, muito em especial o seu Campo Arqueológico e o trabalho desenvolvido nesta instituição de referência, testemunham este encontro de culturas, do qual a cultura islâmica é parte fundamental, e a que tantas palavras da nossa língua dão voz, que os nossos costumes, aromas e sons manifestam e que o nosso património arqueológico atesta”, disse ainda Graça Fonseca.