Sábado, Janeiro 28, 2023
Pub

Marvão: Terminou a intervenção de conservação numa das estradas mais belas de Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

O Município de Marvão e a Infraestruturas de Portugal concluíram, com sucesso, uma intervenção de conservação na Alameda dos Freixos – “Túnel das Árvores Fechadas”.

Esta intervenção numa das estradas mais belas de Portugal teve como objetivo preservar o arvoredo classificado como sendo de interesse público, e de forma a garantir a segurança pública e a circulação rodoviária, neste troço da EN246-1.

A ação decorreu ao longo das primeiras três semanas de fevereiro, esteve a cargo da Sequoia Verde, empresa especializada em arboricultura urbana, e recaiu sobre os 162 freixos de idade avançada e em risco de rutura que compõem este alinhamento arbóreo, popularmente conhecido por “Túnel das Árvores Fechadas”.

Iniciámos esta intervenção a partir de uma inspeção visual a cada uma das árvores, que nos permitiu avaliar o estado biomecânico e fitossanitário das mesmas e detetar potenciais problemas como podridões, presença de insetos e outro tipo de doenças. Em função das vicissitudes encontradas, desenhámos a intervenção de poda necessária para mitigar potenciais riscos de rutura. Nalguns casos mais específicos, foi necessário realizar análises às árvores para determinar as afetações internas antes de procedermos à intervenção”, explica Carla Martins Abrantes, engenheira florestal e responsável técnica da Sequoia Verde.

Após a avaliação inicial, procedeu-se à manutenção através da poda e sustentação da copa, tendo sempre, como foco principal o respeito total e absoluto pela arquitetura e beleza originais das árvores. Foi necessário suprimir alguns ramos secos e/ou em estado avançado de podridão bem como reduzir o tamanho de alguns galhos com excesso de carga. No final, foi instalado um sistema de sustentação dinâmica de ramos de forma a impedir a formação de lesões nas árvores, em função de cada exemplar e do problema que se pretendia mitigar.

Ao longo dos próximos anos será necessário repetir e manter este tipo de ações interventivas, de forma a que consigamos preservar este arvoredo com elevado valor patrimonial para Portugal”, afirma a especialista em arboricultura urbana.

Esta intervenção surge na sequência de um conjunto de ações levadas a cabo pela autarquia de Marvão nos últimos anos, que resultam de uma preocupação patrimonial, em manter viva a identidade e a arquitetura deste conjunto arbóreo centenário e, dessa forma, preservar a beleza e o encanto da Estrada Nacional 246-1, por muitos críticos já considerada como a “mais bela de Portugal”.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

- Publicidade -

Mais notícias

Em dezembro, o Alentejo registou o menor valor mediano da avaliação bancária de casas

A avaliação bancária de casas com pedidos de empréstimo para compra aumentou 13,7% em 2022 para 1.400 euros por metro quadrado, mais 227 euros/m2...

Prisão preventiva para dois detidos pela GNR após perseguição na A2 no Alentejo

Os dois homens detidos pela GNR, com droga, em Grândola (Setúbal), na quinta-feira, após uma perseguição a uma viatura que circulava na Autoestrada do...