Sexta-feira, Dezembro 9, 2022
Pub

Luís Horta E Costa, Outros, identifica as 3 principais cidades de investimento em Portugal

- Publicidade -
- Publicidade -

Conhecer Portugal é amar Portugal. Os nascidos neste país que faz fronteira com Espanha sentem a sua beleza única no fundo dos seus ossos. Portugal é geograficamente e culturalmente encantado, onde as cenas quotidianas incluem vistas cativantes para o oceano e cidadãos que navegam num labirinto de ruas estreitas e antigas. Algumas vistas, com edifícios da UNESCO e estátuas monumentais, não mudaram em centenas de anos, lembrando os espectadores do passado de Portugal como um poderoso império marítimo.

Quem compra imóveis em Portugal acha mais fácil e barato adquirir do que na maioria dos países europeus. Alguns investidores imobiliários gostam tanto de Portugal que querem ser proprietários duas vezes, pelo que acrescentam uma propriedade de férias ao seu portfólio. Esta facilidade de aquisição de imóveis criou três hotspots portugueses: Lisboa e Porto, ambos cosmopolitas, e Algarve, um refúgio à beira-mar. Atributos atraentes dão cor a cada local.

Lisboa Atinge o Primeiro Lugar

O mercado imobiliário em Portugal está em plena expansão devido à visão do governo e à sorte nos negócios. Após a Grande Recessão, o Banco Central Europeu (BCE) aplicou taxas de juros baixas para estimular a economia dos países vinculados ao euro. Esse fator, combinado com um aumento no turismo, criou uma era de ouro de desenvolvimento.

Os investidores imobiliários escolheram a elegante cidade portuária de Lisboa como o local mais popular para comprar imóveis portugueses. Uma cidade essencialmente europeia, Lisboa combina o estilo do Velho Mundo com comodidades modernas. O seu charme histórico atrai investidores imobiliários que compram edifícios centenários e os renovam para uso atual.

O bairro mais antigo de Lisboa, Alfama, abriga uma arquitetura que se estende por mais de dois mil anos, pelo que os compradores imobiliários têm aqui muitas opções. O labirinto de ruas estreitas de Alfama estende-se desde o Castelo de São Jorge até ao Rio Tejo, e cada passo encontra vistas panorâmicas. Os romanos dominaram Alfama desde 205 a.C. até cerca de 409 d.C. Uma sucessão de outros grupos ocupou Alfama até que os mouros invadiram a Península Ibérica no século VIII e permaneceram por 433 anos.

Alfama foi o único bairro de Lisboa que não foi arruinado pelo infame terramoto de 1755. Hoje, os seus edifícios centenários tendo como pano de fundo o rio Tejo são perfeitos para quem quer viver numa zona com alma da capital. Bónus? Os lisboetas podem desfrutar do estilo de vida cosmopolita da cidade, ao mesmo tempo que fazem uma viagem de 12,5 quilómetros da praia livre na Praia de Caxias.

Luis Horta e Costa Escolheu Lisboa como Sede

Em 2016 Luis Horta e Costa, especialista imobiliário português, cofundou a Square View, uma promotora imobiliária e gestora de ativos, em Lisboa. A empresa foca-se no desenvolvimento e remodelação de imóveis novos e históricos nos melhores bairros de Lisboa e arredores.

A Horta e Costa tem desenvolvido muitos imóveis em hotspots emergentes com potencial para valorização futura. Para além dos projetos em Lisboa, Costa lidera equipas para a construção de novos edifícios noutras cidades portuguesas. Alguns projetos misturam o moderno com o histórico, como é o caso da reprodução de casas centenárias alentejanas na vila costeira de Melides.

“Vou transformar em 25 pequenas, simpáticas e tradicionais vilas com uma praça no meio”, diz Luis Horta e Costa sobre este empreendimento de Melides inspirado no estilo de habitação que os locais adotaram durante séculos.

Porto traz vinho e muito mais para a mesa

Como Lisboa, a segunda maior metrópole de Portugal, o Porto, é uma cidade de encosta ao lado de uma via navegável, o rio Douro. É o segundo destino mais populoso para investimentos imobiliários, uma vez que é adorado por muito mais do que os seus premiados vinhos do Porto.

A vibrante cena criativa do Porto parece encapsulada pelo edifício que ocupa o centro da cidade, a visualmente explosiva Casa da Música inaugurada em 2005. O arquiteto holandês Rem Koolhaas projetou esta sala de concertos para parecer um meteorito de cimento e vidro. Poder-se-ia argumentar que o poder da explosão de um meteoro impulsionou a cena artística do Porto durante séculos. A cidade abriga o museu público mais antigo do país, o Museu Nacional Soares dos Reis. O Porto também contém uma riqueza de beleza arquitetónica: Povoado por imponentes casas geminadas, igrejas barrocas e estruturas de vanguarda, o Porto encarna Portugal de maneiras antigas e novas.

Uma das muitas vantagens de viver no Porto é a proximidade com o oceano, que fica a menos de 5 quilómetros. Em 10 a 20 minutos, os residentes do Porto podem conduzir ou apanhar um comboio para a zona costeira da Foz do Douro para desfrutar de vistas do pôr-do-sol a partir de restaurantes à beira-mar.

Algarve traz a luz do sol

A beleza natural atrai quem gosta de passear de barco, nadar ou surfar nas praias do Algarve, toda a costa sul que se orgulha de ter mais horas de sol do que qualquer outra região da Europa. Há muito tempo um destino de férias, o Algarve é um lugar descontraído onde cafés de praia, centros históricos e resorts de luxo compõem o cenário, pontuado por dramáticas falésias à beira-mar.

O Algarve é perfeito para investidores imobiliários que querem comprar propriedades perto de restaurantes modernos e campos de golfe de classe mundial, enquanto oferecem a natureza selvagem nas proximidades. Percursos pedestres realçados pela vista para o mar atravessam a região envolvente do Rio Guadiana e da Serra de Monchique. Quem gosta de conviver com a natureza, a fauna e a flora descobrirá fantásticas opções imobiliárias neste paraíso tropical.

As áreas populares portuguesas Lisboa, Porto e Algarve têm um ponto em comum: estão na praia ou perto dela. Apesar de ser um dos países mais modernos do mundo, Portugal conserva a beleza natural indomável de 850 quilómetros de praias. Lisboa, Porto e Algarve são locais esplêndidos para investidores imobiliários que procuram o charme histórico de Portugal, natureza intocada, praias desertas e dias ensolarados.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Alentejo foi a única região onde não aumentou o número de estabelecimento com a valência de radiologia

Os exames de radiologia representaram a terceira maior despesa convencionada do Serviço Nacional de Saúde (SNS) em 2021, com um gasto de mais de...

Associação de Municípios do Alentejo Central apresenta resultados da recolha de resíduos porta-a-porta

A AMCAL – Associação de Municípios do Alentejo Central, apresenta na próxima segunda-feira, 12 de dezembro, a partir das 14:30h, no auditório da Biblioteca...