Lucifecit, Vigia, Monte da Rocha, Campilhas e Divor são as barrangens alentejanas que já estão abaixo dos 10% de armazenamento

Foto: Nuno Mendes

De acordo com a informação disponibilizada pelo Sistema Nacional de Informação de Recursos Hídricos, no último dia do mês de Agosto de 2019 e comparativamente ao último dia do mês anterior verificou-se uma descida no volume armazenado em todas as bacias hidrográficas monitorizadas.

Das 59 albufeiras monitorizadas, 5 apresentam disponibilidades hídricas superiores a 80% do volume total e 23 têm disponibilidades inferiores a 40% do volume total.

No que diz respeito ao Alentejo os casos mais preocupantes são as Barragens do Lucifecit, Vigia, Monte da Rocha, Campilhas e Divor, que registam um volume de armazenamento igual ou inferior a 10% da sua capacidade.

Fique de seguida com todos os dados:

Albufeira

Concelho

Julho

Agosto

Bacia do Guadiana

Alqueva

Portel, Moura, Reguengos de Monsaraz, Mourão e Alandroal

71%

68,6%

Enxoé

Serpa

61,1%

53,4%

Monte Novo

Évora

35,3%

35,3%

Abrilongo

Campo Maior

22,8%

12,7%

Lucifecit

Alandroal

16,6%

8,1%

Caia

Campo Maior / Elvas

20,6%

17,1%

Vigia

Redondo

12,7%

10,5%

Bacia do Sado

Monte Migueis

Ourique

52,9%

44,6%

Alvito

Cuba

80,5%

76,9%

Monte Gato

Ourique

51%

43,5%

Pego do Altar

Alcácer do Sal

28%

17,9%

Vale do Gaio

Alcácer do Sal

34,3%

25%

Odivelas

Alvito

43,4%

34,8%

Roxo

Aljustrel

33%

21,5%

Fonte Serne

Santiago do Cacém

30,8%

29,7%

Monte da Rocha

Ourique

9,8%

9,3%

Campilhas

Santiago do Cacém

11,2%

8,7%

Bacia do Tejo

Apartadura

Marvão

74,6%

68,2%

Montargil

Ponte de Sor

54,3%

43%

Póvoa

Castelo de Vide

57,7%

54,5%

Maranhão

Avis

41,7%

31,8%

Minutos

Montemor-o-Novo

42,7%

38,4%

Divor

Arraiolos

13,2%

8,7%