Litoral EmCena propõe 100 espetáculos de teatro em Sines e Santiago do Cacém

Litoral EmCena

Um total de 100 espetáculos de teatro, de companhias nacionais e estrangeiras, vai ser apresentado nos concelhos de Santiago do Cacém e Sines (Alentejo Litoral), ao longo de dois anos, no âmbito do projeto Litoral EmCena.

Promovido pela associação AJAGATO, em parceria com as câmaras de Santiago do Cacém e Sines, o Litoral EmCena aposta na “apresentação mensal de espetáculos de teatro de companhias profissionais” nas cidades de Sines, Santiago do Cacém e Vila Nova de Santo André e nas freguesias rurais dos dois municípios do litoral alentejano.

A programação deste “festival de longa duração” arranca em maio (ainda não foi indicada uma data concreta) e decorre ao longo de dois anos, incluindo “uma grande variedade de linguagens artísticas e estéticas”, com o objetivo de “desenvolvimento de fluxos de público para o teatro”, de acordo com os promotores, em comunicado enviado hoje à agência Lusa.

Com a ambição da “projeção desta região alargada como centro de criação, pesquisa e divulgação teatral”, o programa deste ano integra 50 espetáculos, a cargo de 13 companhias de teatro nacionais e estrangeiras, teatro em sala e na rua, exposições, ‘workshops’ e ‘masterclasses’.

Propostas que “fazem parte de uma programação apenas reservada a grandes salas de espetáculo das maiores cidades do país, contribuindo assim para uma descentralização da cultura e para combater desigualdades territoriais de acesso à cultura”, destaca a organização.

O projeto pretende contribuir para contrariar a sazonalidade turística, com um programa que se estende ao longo do ano e não se foca apenas na época alta”, diz a AJAGATO.

E quer “levar teatro e visitantes às freguesias rurais do interior dos concelhos de Sines e de Santiago do Cacém, que também irão acolher espetáculos”, acrescenta.

Além dos grupos de teatro locais, GATO SA (Santiago do Cacém) e Teatro do Mar (Sines), o público poderá ainda assistir a espetáculos “de qualidade a nível de linguagens estética e artística” de companhias profissionais reconhecidas, como A Comuna, A Barraca, Este – Estação Teatral e Artistas Unidos.

Os vários palcos da região vão acolher igualmente “companhias que se estreiam em Portugal”, vindas de França (COLLECTIF 2222), da Alemanha (Bodecker & Neander Ca) e da Estónia (Giraffe Royal Theatre), acrescenta a organização .

O projeto de cariz intermunicipal resulta de uma candidatura a apoios comunitários, com um valor elegível superior a 201 mil euros, e comparticipado em 85% por verbas do Fundo Europeu de Desenvolvimento Regional (FEDER), sendo os restantes 15% assegurados pelos municípios de Sines e de Santiago do Cacém.

Fonte: Lusa