Lince-Ibérico, de 4 anos, encontrado morto, próximo de Mértola, em estrada negra de atropelamento de animais

Mistral, um macho de lince-ibérico, foi no passado dia 2 de janeiro, encontrado morto na estrada nacional 122, a cerca de 10 km de Mértola, junto à Herdade da Cela, com sinais de atropelamento.

De acordo com o Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF), neste mesmo local, outro lince (Olmo) tinha sido encontrado atropelado em maio de 2018 admitindo-se que se tratará de um ponto negro de mortalidade, isto é, um local onde ocorrem travessias recorrentes de animais selvagens, entre áreas de habitat natural adjacente e apresentando condições que propiciam o atropelamento.

O lince Mistral, nascido em 2015, no Centro de Reprodução em Cativeiro de Lince Ibérico de Zarza de Granadilla, tinha sido libertado no concelho de Mértola em 13 de maio de 2016, durante o processo da reintrodução da espécie no Vale do Guadiana preconizado no Projeto “Recuperação da Distribuição Histórica do Lince Ibérico (Lynx pardinus) em Espanha e Portugal.

Este foi o quarto atropelamento de exemplares de linceibérico libertados no Guadiana, desde 2015, continuando a ser alta a taxa de sobrevivência dos exemplares reintroduzidos do projeto LIFE+ Iberlince em Portugal, estimada em 75%.