Sábado, Setembro 24, 2022
Pub

Legislativas: PS analisou resultados das legislativas no círculo de Évora

- Publicidade -
- Publicidade -

A Federação Distrital de Évora do PS congratulou-se hoje com o resultado do partido neste círculo eleitoral nas legislativas de 30 de janeiro, destacando a vitória socialista em todos os concelhos e em quase todas as freguesias.

O PS foi “a força política mais votada em todos os concelhos e em [quase] todas as freguesias” do distrito, com “uma única exceção”, assinalaram os socialistas de Évora, num comunicado enviado à agência Lusa.

Segundo os resultados das eleições legislativas de 30 de janeiro, em relação ao distrito de Évora, o PS só não venceu na freguesia da Luz, concelho de Mourão, onde o PSD foi o partido mais votado.

No comunicado, o PS de Évora comparou a percentagem de votos conseguida pelos socialistas neste círculo (43,95%), frisando que o resultado ficou mais de dois pontos percentuais acima da média nacional.

Os socialistas realçaram ainda que “a clara demonstração de confiança dos eleitores no PS ficou bem expressa na maioria absoluta” conseguida a nível nacional e na “maioria absolutíssima” alcançada no Alentejo.

O PS conquistou “seis deputados em oito possíveis” nos três círculos do Alentejo (Évora, Beja e Portalegre) e “dois deputados em três possíveis” em Évora, pode ler-se também no comunicado da Federação Distrital de Évora dos socialistas.

Nas legislativas de 30 de janeiro, com o total das 69 freguesias dos 14 concelhos do distrito de Évora apuradas, o PS foi o partido mais votado (venceu em todos os concelhos) e obteve 43,95% dos votos (34.693), voltando a eleger dois deputados.

Tal como na legislatura que agora termina, Évora vai ser representada no parlamento pelos socialistas Luís Capoulas Santos, antigo ministro da Agricultura, e Norberto Patinho, antigo autarca de Portel.

O PSD, encabeçado por Sónia Ramos, presidente da distrital de Évora do partido, foi a segunda força política mais votada, com 21,41% dos votos (16.902), e reconquistou o mandato de deputado perdido nas legislativas de 2019.

Já a CDU recolheu 14,56% dos votos (11.494), ficando como terceira força política e falhando a eleição de deputados.

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

Mais notícias

Montemor-o-Novo: Mês de outubro dedicado ao empreendedorismo

Sessões para empresários, ‘workshops’ e visitas a empresas são algumas das atividades previstas na iniciativa “Mês do empreendedorismo: Empreender, desenvolver e inovar em Montemor-o-Novo”,...

Beja: Conferência aborda percurso da agricultura na região

“A Europa, o Alqueva e as agriculturas do Baixo Alentejo: Mudanças e permanências” é o tema de uma conferência que está marcada para quinta-feira,...