Legislativas/Portalegre: Dezasseis listas para a eleição de apenas dois deputados

Voto

Dezasseis forças partidárias apresentam candidaturas às eleições legislativas de 30 de janeiro no distrito de Portalegre, o círculo eleitoral do país que elege menos deputados, apenas dois, desde 2005.

O PS, que fez o ‘pleno’ e elegeu dois deputados, em 2019, volta a apostar no secretário de Estado do Planeamento, Ricardo Pinheiro, de 42 anos, para encabeçar a sua lista neste círculo eleitoral, enquanto o PSD quer recuperar o deputado que perdeu nas últimas legislativas, lançando o estudante João Pedro Luis, de 19 anos.

O CDS-PP apresenta-se a votos no distrito de Portalegre liderado pelo empresário Bruno Batista, de 40 anos, e a CDU lança a coordenadora da União de Sindicatos do Norte Alentejano (USNA), Helena Neves, de 38 anos.

O Bloco de Esquerda (BE) candidata, por sua vez, a licenciada em Literatura Estrangeira Cecília Carrilho, de 34 anos, e o PAN – Pessoas-Animais-Natureza apresenta-se nesta corrida eleitoral com uma lista encabeçada pelo auditor de sistemas de gestão de qualidade, Jorge Pereira, de 69 anos.

O Chega lança, nesta corrida eleitoral, o atual presidente da distrital do partido, Júlio Paixão, de 55 anos, e a Iniciativa Liberal apresenta o empresário Carlos Roquette, de 61 anos.

Concorrem ainda nestas eleições legislativas pelo círculo eleitoral de Portalegre o partido Livre, que candidata Francisco Biscainho, RIR – Reagir, Incluir, Reciclar, Américo Muacho, e o Ergue-te, com Carla Ribeiro.

O Volt Portugal candidata Simão Reis, o Movimento Alternativa Socialista (MAS) Cláudia Santos, o Partido Comunista dos Trabalhadores Portugueses (PCTP/MRPP) António Corricas, o Movimento Partido da Terra Pedro Lancha e o Partido Trabalhista Português apresenta Marco Brissos.

Com um tecido empresarial débil, onde a desertificação se acentua diariamente e a perda de população é uma agravante, o distrito de Portalegre tem elegido, ao longo dos últimos anos, apenas dois deputados, sendo essa alternância centrada em dois partidos: PS e PSD.

Nas últimas eleições legislativas, o PS obteve no distrito de Portalegre 22.909 votos (44,73%), e o PSD conseguiu 10.284 votos (20,08%), tendo sido eleitos desta forma dois deputados pelo PS, Luís Moreira Testa e Ricardo Pinheiro.

Nos últimos 10 anos, o distrito de Portalegre perdeu um total de 13.517 habitantes, uma quebra de 11,4%, com Nisa a liderar o recuo em percentagem, segundo os resultados provisórios dos Censos 2021.

Ainda de acordo com os Censos 2021, divulgados pelo Instituto Nacional de Estatística (INE), constata-se que o distrito tinha, nesse ano, um total de 104.989 residentes (49.783 homens e 55.206 mulheres).

Em comparação com 2011, regista-se uma diminuição da população de todo o distrito de 13.517 pessoas, uma vez que, nos Censos 2011, os residentes eram 118.506, o que representa uma quebra de 11,4%.