Laboratório para a Inovação na Proteção das Plantas avança em Elvas e já contratou 38 cientistas

Obras no laboratório em Elvas

O Laboratório Colaborativo InnovPlantProtect (InPP) criou 38 postos de trabalho altamente qualificado em Elvas. Esta decisão é consequência da obra do Centro de Valorização e Transferência de Tecnologia (CVTT) que prossegue no Instituto Nacional de Investigação Agrário e Veterinária (INIAV) Elvas.

Os postos de trabalho tiveram como base às áreas da Biologia molecular de plantas, fungos e bactérias patogénicos, e de pragas, Bioquímica e Microbiologia, Biotecnologia e Melhoramento Molecular, Bioinformática e Bioestatística, Formulações e Nano e Microtecnologia, Desenvolvimento de Produtos, Sistemas de Informação Geográfica, Ciências da Computação e Inteligência Artificial e Gestão de Projetos e de Comunicação. Estes empregos foram preenchidos por 38 pessoas, entre doutorados, mestres e licenciados.

O InPP pretende assim colocar as suas competências ao serviço local, regional e internacional, estando a virar os seus esforços para integrara e acolher a sua equipa em Elvas. Atualmente, mesmo com a pandemia, a maioria dos seus colaboradores residem na cidade, ficando disponíveis para colaborar com as instituições locais.

O Laboratório Colaborativo InnovPlantProtect (InPP) é uma associação privada sem fins lucrativos, criada em janeiro de 2019, constituída por iniciativa da Universidade Nova de Lisboa e que congrega 12 fundadores: INIAV, Município de Elvas, Universidade de Évora, Syngenta Crop Protection, Bayer CropScience Portugal, Fertiprado, CEBAL, Casa do Arroz, ANPOC, ANPROMIS e FNOP. Ficando sedeado no INIAV Elvas, iniciou as suas atividades em janeiro de 2020.