Laboratório da Associação de Agricultores do Sul também já faz análises ao azeite

Na sequência da aquisição de novos equipamentos, o Laboratório de Química da ACOS – Associação de Agricultores do Sul aumentou a oferta de análises possíveis ao azeite.

Segundo a informação que nos chegou “as novas análises efetuadas no Laboratório da ACOS permitem avaliar a qualidade e a pureza do azeite de acordo com o regulamento comunitário que define as características das várias categorias de azeite (virgem extra, virgem, refinado, lampante).”

Helena Monteiro, responsável pelo laboratório, explica que neste laboratório agora “é possível determinar as características do azeite que vai sendo produzido e fazer análises que sejam obrigatórias para diferentes finalidades, como sejam concursos ou exportações. Neste momento estamos na fase de desenvolvimento de novos métodos, mas já conseguimos fazer em Beja a totalidade das análises que são obrigatórias nas exportações para o Brasil”.

O Laboratório recebe amostras de qualquer entidade ligada ao sector da olivicultura, sendo que os seus principais clientes são olivicultores e lagares quer de cooperativas quer privados.

Este espaço assume-se assim como um serviço de proximidade, que “permite atualmente aos vários intervenientes no sector da olivicultura, a disponibilização de um laboratório acreditado, onde fácil e rapidamente podem obter resultados analíticos de azeitona, azeite e bagaço de azeitona possibilitando assim tomadas de decisão mais fundamentadas”, sublinha Helena Monteiro.