João Oliveira elogia RAP após associar André Ventura a latifundiários

João Oliveira na SIC
Foto: SIC

O líder parlamentar do PCP, o alentejano João Oliveira, foi este domingo o convidado de Ricardo Araújo Pereira, no programa “Isto é gozar com quem trabalha” da SIC.

O deputado, eleito pelo Circulo de Évora, foi questionado pelo humorista sobre uma possível sucessão a Jerónimo de Sousa, tendo sorrido e respondido que “o Comité Central tomou várias decisões e o Ricardo se calhar deixou passar essa, porque o Comité Central já tomou decisões sobre isso”, acrescentando que “foi numa reunião onde ficou decidido que à quinta-feira os Comunistas deviam todos almoçar bife de vaca e decidiu-se a seguir que o João Oliveira não tinha ambição pessoal de ser candidato a coisa nenhuma desse tipo”.

A meio da entrevista, Ricardo Araújo Pereira confrontou o deputado com o 2º lugar, no distrito de Évora, de André Ventura nas presidenciais, tendo perguntado a João Oliveira “se sentia um latifundiário nos anos 70, que dizia ‘estou a perder o Alentejo’”. João Oliveira voltou a sorrir e afirmou que o humorista tinha uma “grande capacidade de desconversar com coisas sérias” e acabou por responder que “primeiro os latifundiários não perderam completamente o Alentejo, porque houve sempre uns Barretos que lhe deram alguma esperança”, referindo ainda que “essa ligação que conseguiu fazer entre a candidatura de André Ventura e os latifundiários é plena de sucesso, porque de fato ele e o partido dele representam essa camada social, até mesmo considerando, como antes do 25 de abril alguns latifundiários tratavam algumas pessoas como gado e como agora como André Ventura se refere a algumas pessoas como se tratasse de gado, eu admito que essa identificação não seja assim muito difícil”.