Quarta-feira, Outubro 5, 2022
Pub

Já iniciou o festival que vai fazer recuar Beja à época romana (c/fotos)

- Publicidade -
- Publicidade -

Recriações históricas, mercado romano e espetáculos marcam o regresso do Festival Beja Romana, até domingo, para a população reviver “a imponência” da antiga cidade Pax Julia, após dois anos de interregno devido à covid-19.

A sétima edição do festival decorre no centro histórico de Beja, sobretudo na Praça da República, para recriar o “áureo” período romano.

Durante três dias, a população vai “regressar ao passado” para reviver “a grandeza e a imponência” de Beja no tempo da dominação romana da Península Ibérica, quando se chamava Pax Julia e era capital de uma circunscrição jurídica, o “Conventus pacensis”, e a “mais importante cidade” da Lusitânia Meridional.

A abertura do festival decorreu esta sexta-feira com a partida, da Escola Secundária D. Manuel I, do cortejo inaugural “de receção ao cônsul romano pelos patrícios e plebeus da Hispânia Tarraconensis”. O cortejo percorreu várias artérias da cidade e terminou na Praça da República, onde foram lidos o “decreto de abertura de feira” e o “édito de boas-vindas ao patrício romano” e inaugurado o mercado.

Fique de seguida com as imagens deste cortejo inaugural, numa reportagem de Rogério Cardoso:

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas