Terça-feira, Janeiro 31, 2023
Pub

“Já chega de sermos explorados” afirmam professores em novo protesto em Vila Viçosa

- Publicidade -
- Publicidade -

Cerca de meia centena de professores manifestaram-se esta manhã à porta da Escola Secundária Públia Hortência de Castro, em Vila Viçosa, para novamente exigirem melhores condições de trabalho e a valorização da escola pública.

Estamos aqui a reivindicar que nos entreguem aqueles anos que nos foram roubados da carreira, porque trabalhámos, porque descontámos para eles, essa é uma das reivindicações que até já é muito antiga e estivemos adormecidos durante um tempo”, disse a’ODigital.pt, Ana Paula Alpalhão, professora no estabelecimento de ensino.

Chegámos a um momento em que estamos extremamente cansados. Já chega! Já chega de sermos esquecidos, já chega de sermos explorados, já chega de sempre deslocados, maltratados todos os dias e depois diariamente temos medidas novas, papéis para tratar, novas orientações, decretos, despachos e não aguentamos mais”, acrescentou.

Já sobre as negociações que já decorrem entre Sindicatos e Governo, Ana Paula Alpalhão referiu que “o que está em cima da mesa até agora, diz respeito somente aos concursos, ao processo de contratação que é extremamente importante, mas queremos mais, no fundo queremos uma melhor escola”.

Questionada sobre o que tem falhado, nos últimos anos, nas negociações entre Sindicatos e o Governo, a professora afirmou que “tem falhado a capacidade do governo de nos ver como qualquer outro tipo de trabalhador e neste caso falamos de trabalhadores qualificados que merecem respeito e por isso chegou um momento em que nós temos que pensar mais em nós próprios.

Já sobre o facto de com estas greves muitos alunos ficarem sem aulas, Ana Paula Alpalhão disse-nos que “os pais vão compreender-nos, até porque certamente querem um ensino de qualidade, pois, tentaremos a todo o custo que os seus filhos não saiam prejudicados. Nós conseguimos estar dois anos em casa por causa da pandemia e tentámos fazer o melhor que podíamos por isso agora também vamos”.

Mas com esta concentração em Vila Viçosa queremos também demonstrar o nosso desagrado com a falta de condições nesta escola, pois por fora é muito bonita, mas por dentro os miúdos têm que trazer cobertores dado o frio que passamos na sala de aula, que é como se estivéssemos na rua e a Parque Escolar nada tem feito para resolver esta situação, pelo que, queremos também demonstrar  a nossa revolta, porque há dinheiro para tudo menos para melhorar as nossas condições de trabalho”, frisou Ana Paula Alpalhão.

Presente nesta concentração esteve o presidente da Câmara Municipal de Vila Viçosa, Inácio Esperança, que também é professor e que se solidarizou com os professores, tendo dito a’ODigital.pt, que “as reivindicações dos professores são completamente legitimas, porque estar estes anos todos com as carreiras congeladas não é justo, quando vimos outras carreiras profissionais ligadas ao estado não terem este problema. Depois, a falta de condições para que os novos docentes possam integrar a carreira é outro dos problemas, por isso acho que chegou o momento de dizer ao Governo para olhar para esta situação e ver que, de facto, a classe dos professores também merece alguma atenção e nomeadamente esta questão dos professores contratados tem que ser efetivamente resolvida.

São problemas que se prologam há muitos anos e os professores nunca deixaram de lutar por eles, mas agora com mais visibilidade, porque se está a sentir uma grande afronta por parte do Governo aos professores”, disse Inácio Esperança.

Fique de seguida com as imagens desta manifestação, numa reportagem de Hugo Calado:

- Publicidade -
- Publicidade -
- Publicidade -

As mais vistas

- Publicidade -

Mais notícias

Borba: Equipa de Sapadores Florestais com nova viatura

Através de um acordo entre o Município de Borba e o Instituto de Conservação da Natureza e Florestas, a Equipa de Sapadores Florestais tem...

Circulação alternada no IP2 perto de Monforte depois de acidente mortal

O trânsito reabriu parcialmente no Itinerário Principal 2 (IP2) perto de Monforte (Portalegre), depois de ter estado cortado nos dois sentidos devido a um...

Bárbara Tinoco atuará na Ovibeja