Infraestruturas de Portugal vai investir 2,2 milhões de euros na reabilitação de estradas no Litoral Alentejano

Estradas

A empresa pública Infraestruturas de Portugal vai investir 2,2 milhões de euros na requalificação de algumas estradas no Alentejo Litoral, nomeadamente nos concelhos de Santiago do Cacém e Sines.

Para o presidente da Câmara Municipal de Santiago do Cacém, Álvaro Beijinha “a intervenção que está a ser efetuada no troço da ER 261-3, entre a Cascalheira e Santiago do Cacém, é uma das mais prioritárias no Concelho. Por essa razão, levamos, por mais de uma vez, essa preocupação ao Ministro das Infraestruturas e Habitação, Pedro Nunes, em julho de 2019, e ao Presidente do Conselho de Administração da Infraestruturas de Portugal, António Laranjo. Finalmente a estrada está a ser alvo de uma intervenção e, por isso, ficamos satisfeitos por vermos as nossas reivindicações atendidas, porque nesta situação a segurança rodoviária para quem circula naquela estrada estava posta em causa, com a agravante de ser a principal via de acesso ao Hospital do Litoral Alentejano.”

Outra das estradas assinaladas pela Autarquia foi a ER 390, na freguesia do Cercal do Alentejo, que também será alvo da intervenção da IP. Álvaro Beijinha explicou que para beneficiar “o troço desta via que se encontra dentro do perímetro urbano da vila, e onde existem infraestruturas municipais, a Câmara Municipal chegou a um entendimento com a IP, o que demonstra a nossa capacidade de diálogo com a Administração Central. Desta forma, a IP vai executar a obra incluindo o que é da nossa competência, sendo que posteriormente assumiremos os custos da intervenção que cabem à Autarquia.” 

Neste momento a IP avançou com a intervenção em 29 quilómetros de estradas no concelho de Santiago do Cacém que contemplam a pavimentação e remarcação da sinalização horizontal nas vias, num investimento no valor de 2,2 milhões de euros, que se estende ainda ao concelho de Sines.

As estradas objeto de melhoramento são:

– ER 261 –  Troço com 12,6 quilómetros entre Cascalheira, na freguesia de Santo André, e Santiago do Cacém;

– ER 389 – Troço com 8,4 quilómetros na freguesia de Cercal do Alentejo, concelho de Santiago do Cacém;

– ER 390 – Troço com 500 metros na freguesia de Cercal do Alentejo, concelho de Santiago do Cacém.

A IP revela que “as empreitadas foram consignadas em setembro, por um período estimado de 90 dias, e obrigam à implementação de restrições à circulação por forma a garantir as condições de segurança dos trabalhadores e automobilistas. Na passagem junto ao local dos trabalhos a circulação processa-se de forma alternada. Para os trabalhos previstos no troço da ER390, em zona urbana, deverá ser implementado um desvio de trânsito, com duração não superior a três semanas consecutivas