Infarmed autoriza cultivo, importação e exportação de cannabis a empresas que trabalham em Reguengos de Monsaraz e Aljustrel

O Infarmed – Autoridade Nacional do medicamento, autorizou mais cinco empresas a cultivar, importar e exportar a planta de canábis para fins medicinais.

Segundo avançou esta semana o Infarmed à Agência Lusa, “atualmente encontram-se autorizadas cinco entidades para atividades de cultivo, importação e exportação da planta da canábis para fins medicinais, num total de área de cultivo autorizada de 120 hectares”.

Segundo a Lusa, estão assim autorizadas ao cultivo, importação e exportação da planta de canábis para fins medicinais a “Tilray Portugal”, na zona de Cantanhede e Reguengos de Monsaraz, que tem também um certificado de Boas-Práticas de Fabrico,  a “Terra Verde”, em Alcochete, a “RPK Biopharma”, em Sintra e em Aljustrel, a “Sabores Púrpura”, em Tavira, e a “VF 1883 Pharmaceuticals”, em Benavente.